Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

terça-feira, 25 de abril de 2017

Dicas - Anamnese Enfermagem

 
Resultado de imagem para exame fisico enfermagemResultado de imagem para exame fisico enfermagem
  
EXAME FÍSICO GERAL:
1. ESTADO GERAL DO PACIENTE:
( ) BEG: Bom Estado Geral 
( ) REG: Regular Estado Geral
( ) MEG: Mau Estado Geral 
2. PACIENTE NO LEITO:
( ) LOTE: Lúcido e Orientado no Tempo e Espaço
( ) NÃO-LOTE 
3. POSTURA (no leito):
( ) ATIVA: paciente se mexe bem; consegue sentar; se autossustenta 
( ) PASSIVA: paciente largado; não se mexe muito bem
* ( )POSIÇÃO ANTÁLGICA: posição de melhora da dor – POSTURA ATÍPICA - 
Qual?
4. FÁCIES:
( ) Atípica 
( ) Hipocrática 
( ) Face de borboleta (Indica Lupus) 
( ) Face leonina (Indica Hanseníase) 
( ) Face Parkingsoniana (Sem muita expressão; sorriso caído) 
( ) Face Cushingoide/De lua cheia (Um pouco inchada na região das bochechas. *Corticoides) 
( ) Face característica de Síndrome de Down 
( ) Outras. Qual? 
5. PELE:
COR:
( )Normocorado/corado? +/4?
( ) Hipocorado ou pálido +/4?
Abaixar os olhos e analisar se está vermelhinho ou não 
ICTERÍCIA:
( ) Ictérico? +/4? ( ) Frênulo da língua amarelado? +/4?
( ) Anictérico? +/4? ( ) Coloração das mucosas (boca, nariz, etc) 
Levantar a pálpebra e analisar a coloração
  
PUPILAS:
( ) Isocórica
(Tamanhos iguais) 
( ) Midríase(AUMENTO da pupila)
( ) Miose (DIINUIÇÃO da pupila)
HIDRATAÇÃO:
( ) Sim? +/4? 
( ) Não? +/4? 
Estado da pele ou cuspinho
TURGOR E ELASTICIDADE:
( ) Conservados?+/4? 
( ) Não conservados? +/4?
Puxar/tocar na pele do paciente 
CIANOSE:
( ) Sim 
( ) Não 
Observar extremidades (dedos, mãos, pés) roxas 
Obs.: Cianose por anemia
PERFUSÃO CAPILAR:
( ) BOA perfusão capilar 
( ) MÁ perfusão capilar
Apertar o lado das unhas. Analisar o tempo que demora pra voltar a ficar corado.
(Normal: menos de 1 segundo) 
UNHAS:
( ) Unhas em vidro de relógio: hepatopatia crônica; cardiopatias congênitas 
(Hipocratismo digital) 
( ) Unhas de Lindsay: insuficiência renal crônica com uremia (Parte proximal da unha  esbranquiçada;
 distal avermelhada) 
( ) Coiloníquea: deficiência de ferro (Unha em colher)
( ) Linhas de Beau: doenças renais e hepáticas (Sulcos transversais à lúnula)
OUTROS:
( ) Petéqueas? (Elevação na pele) 
( ) Equimoses? (Mancha roxa. Diferente de hematoma) 
6. FEBRE:
( ) Febril ao toque 
( ) Afebril ao toque
7. IMC: Índice de massa corpórea
IMC = Peso (Kg) 
[Altura (m)]2
SINAIS DE HEPATOPATIA CRÔNICA:
( ) Spiders - Tórax, rosto, palma das mãos – (Enche do centro pra periferia) 
( ) Eritema palmar – Região tenar e hipotenar 
( ) Hipocratismo digital *Gotinha/lágrima no encontro das duas unhas (perda do  ângulo) 
( ) ‘’FLAP” (indica coma hepático) 
*( ) Ginecomastia (Presença de seios em homens)
CABEÇA E PESCOÇO:
CABEÇA
1. TAMANHO DA CABEÇA:
( ) Normal
( ) Macrocefalia * Causa mais frequente: hidrocefalia 
( ) Microcefalia
2. FORMA DA CABEÇA:
( ) Escafocefalia (Levantamento da parte mediana do crânio. – Casco de navio invertido –) 
( ) Dolicocefalia (Aumento do diâmetro anteroposterior ) 
( ) Braquicefalia (Aumento do diâmetro transverso ) 
( ) Plafiocefalia (Aspecto assimétrico do crânio, saliente anteriormente de um lado e,  posteriormente, do
 outro) 
3. CABELO:
( ) Alopécia (calvície) 
( ) Areata (Falta cabelo em alguma área do corpo)
4. GLOBOS OCULARES:
( ) Normais 
( ) Exoftalmia (protrusão do globo ocular, unilateral - tumores - ou bilateral – hipertireoidismo-) 
( ) Enoftalmia (globo ocular afundado, com diminuição da fenda palpebral. Unilateral  ou Bilaterial -
 desidratação) 
( ) Desvios (estrabismos – convergente ou divergente)
5. PÁLPEBRAS:
( ) Normais
( ) Ptose palpebral (queda da pálpebra)
- Unilateral?
- Bilateral?
* Miastenia gravis, paralisia do NC III, Síndrome de Claude-Bernard-Horner (Paralisia do simpático cervical). 
6. CÍLIOS E SOBRANCELHAS:
( ) Sem madarose
( ) Com madarose (Perda dos cílios e/ou sobrancelhas)
7. AMIGDALAS:
( ) Normais
( ) Aumentadas
PESCOÇO
1. FORMA E VOLUME:
TIREOIDE: palpar no “triângulo”. Movimento de “ sobre e desce” enquanto paciente
engole
( ) Impalpável (normal) 
( ) Palpável (aumentada) – Bócio -
LINFONODOS: cervical, submandibular, ao lado do pescoço
( ) Palpáveis
( ) Impalpáveis
2. TURGÊNCIA OU INGURGITAMENTO DAS JUGULARES: paciente em 45o
( ) Planas (normal)
( ) Turgência (aumentada) – Insuficiência ventricular direita; hipertensão venosa;  sopro; tumor 
TÓRAX: 
INSPEÇÃO  ESTÁTICA: 
1. FORMA DO TÓRAX:
( ) Chato (reduzido diâmetro anteroposterior) *Sem significado patológico
( ) Em tonel/barril (magnitude do diâmetro anteroposterior = transveral) *Enfisema  pulmonar 
( ) Infundibuliforme/Pectus excavatum (depressão ao nível do terço inferior do esterno) *
 Raquitismo; Pode produzir distúrbio pulmonar restritivo
( ) Cariniforme/Pectus carinatum (saliência ao nível do esterno) *Raquitismo
( ) Em sino/piriforme (porção inferior alargada) *Hepatoesplenomegalias e ascite volumosa 
 ( ) Cifótico (encurvamento posterior da coluna torácica) *Tuberculose, neoplasias
 ( ) Escoliótico
 (desvio lateral) *Anomalia congênita
( ) Cifoescoliótico (combinação dos 2 anteriores) * Insuficiência respiratória por restrição da expansão torácica 
 ( ) Tórax instável traumático (movimentos torácicos paradoxais, por fratura de costelas) 
2. ABAULAMENTOS E DEPRESSÕES: *Simetria
( ) Sim
( ) Não
3. CIRCULAÇÃO COLATERAL: *Sinal de obstrução da VCS
( ) Sim
( ) Não
4. CICATRIZES:
( ) Presentes? Em virtude de:
( ) Ausentes
DINÂMICA:
1. TIPO RESPIRATÓRIO:
( ) Costal superior (feminino)
( ) Toracoabdominal (masculino e crianças)
2. RITMO RESPIRATÓRIO: observar por 1-2 minutos
( ) Dispneia (mov. Respiratórios amplos e desconfortáveis) * Insuficiência cardíaca,enfisema pulmonar,
 bronquite, pneumonias, atelectasias, pneumotórax, derrame  pleural, anemias graves 
( ) Platipneia (dificuldade de respirar em posição ereta. Alívio: posição deitada)
( )Ortopneia (dificuldade de respirar mesmo deitado)
( ) Respiração de Cheyne-Stokes (incursões respiratórias cada vez mais profundas;  amplitude máxima;
 diminuição gradativa; apneia) * Recém-nascidos saudáveis, insuficiência
 cardíaca grave, AVC, traumatismo cranioencefálico
( ) Respiração de Kussmaul (inspirações amplas e rápidas, interrompidas por curtos períodos de apneia;
 expirações profundas e ruidosas)
( ) Respiração ruidosa (inspiração mais profunda; expiração mais demorada)
3. FREQUÊNCIA RESPIRATÓRIA: Contar 15seg x 4 ou 10seg x 6
( ) Eupneia (normal)
( ) Taquipneia *Esforço físico, febre, lesões pleuropulmonares
( ) Bradipneia *Durante o sono, lesões cerebrais com hipertensão intracraniana
( ) Apneia
Valores normais da frequência respiratória:
- Recém-nascido: 40-45 irpm
- Lactentes (bebê que mama): 25-35 irpm
- Pré-escolares: 20-35 irpm
- Escolares: 18-35 irpm
- Adultos: 16-20 irpm
4. TIRAGEM: ligeira depressão nas regiões axilar e infra-axilar durante a inspiração
( ) Alterada *Obstáculo nas vias respiratórias. Não expansão
( ) Não alterada
5. CORNAGEM: ligeira depressão na região da fúrcula esternal com ruídos
( ) Alterada
( ) Não alterada 
PALPAÇÃO:
1. EXPANSIBILIDADE OU MOBILIDADE: simetria nos polegares
( ) Conservada
( ) Diminuída (polegares afastam-se desigualmente. Pode ser uni ou bilateral)
* Pneumonias, pneumotórax e pleurites
 Observar o movimento dos polegares em lugares demarcados nas costas do
paciente de acordo com a inspiração.
Lugares: ápices: diminuição indica processo infeccioso ou cicatricial (unilateral e bilateral); 
bases: diminuição indica derrame pleural, hepatomegalias,
esplenomegalias (unilateral); gravidez, ascite, obesidade grave, derrame pleural (bilateral). 
2. ELASTICIDADE:
( ) Conservada
( ) Não conservada (Endurecido – Enfisema Pulmonar- )
 Apertar com as palmas das mãos (uma na parte de trás outra na parte da frente) o  tórax do paciente e
 observar a elasticidade.
3. FRÊMITO TORACOVOCAL (FTV): Vibrações na parede torácica durante emissão sonora
( ) Normal
( ) Aumentado (indica consolidação pulmonar) * Pneumonias, infarto no pulmão
( )Diminuído/Desaparecido (anormalidade que impede a transmissão das ondas sonoras) * Derrame
 pleural, espessamento da pleura, atelectasia, pneumotórax, enfisema pulmonar 
 Espalmar a mão sobre as regiões do tórax (de maneira simétrica) enquanto o
paciente fala “33” e observar a vibração.
 PERCUSSÃO:
 SOM MACIÇO: áreas do coração, fígado, baço
 SOM TIMPÂNICO: áreas do fundo do estômago (Espaço de Traube) e intestinos
 SOM CLARO PULMONAR: demais regiões
Fonte: Passei Direto
 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Protocolo AHA 2015 - Atualizações das Manobras de Ressuscitação Cardiopulmonar - Arquivo

Protocolo AHA 2015 - Atualizações das Manobras de Ressuscitação Cardiopulmonar - Arquivo







Olá galeraaaaaa... aqui é a Thais do Blog.. para quem já viu... para quem ainda não leu... e para quem quer conhecer.. se atualizar vou postar o link para você aí que quer atender uma vitima de parada cardiorrespiratória de forma eficiente e atualizada.. ja fiz video aula ensinando como fazer o procedimento... link da postagem do video no blog http://enfermagemurgenciaemergencia.blogspot.com.br/2017/04/primeiros-socorros-em-parada-cardiaca.html
ahhh tem esse video no meu canal do You Tube também, visite o canal, inscreva-se, sempre estou colocando dicas de primeiros socorros, e diversos temas, se gostar da um like para ajudar na divulgação, deixe seu comentário tanto aqui no blog quanto nas descrições do video, é importante para eu saber se o trabalho está legal, no que tenho que melhorar.
Bom chega de tanto bla.. bla.. bla...

link abaixo para você ir direto ao arquivo do Protocolo AHA 2015, você pode fazer o download para seu computador
um abraço, fiquem com Deus
Att.
Thais

https://eccguidelines.heart.org/wp-content/uploads/2015/10/2015-AHA-Guidelines-Highlights-Portuguese.pdf

Primeiros Socorros em Parada Cardiaca

Desobstrução das Vias Aéreas por Corpos Estranhos

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Insolação





Dicas de Emergência é uma série de videos, onde trago diversos videos com dicas de primeiros socorros e prevenção em diversos assuntos.





Assista também

Primeiros socorros em Parada Cardíaca

https://www.youtube.com/watch?v=eDVhyTBK7aQ



Primeiros Socorros Acidente com Animais Peçonhentos

https://www.youtube.com/watch?v=jrn0jpoBkk8







Deixe seu comentário

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Sinais de alerta de AVC Acidente Vascular Cerebral

Sinais de alerta de AVC pela Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, música de Alda Oliveira (arr. Jamary Oliveira), texto Alda Oliveira e Liga Acadêmica de Neurologia da Universidade Federal da Bahia (LANFAMEB).