Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Tipos de Choque - hipovolêmico, cardiogênico, distributivo e obstrutivo



O que é choque?

Francês choc: parada - Colapso do sistema circulatório

Causas

Falha no mecanismo que bombeia o sangue (coração);

Alteração na resistência da parede vascular

Baixo nível de fluido no corpo (sangue ou líquidos corporais).

Classificação

CHOQUE HIPOVOLÊMICO:  perda de sangue, plasma ou líquidos extracelulares;
CHOQUE CARDIOGÊNICO: insuficiência miocárdica ;
CHOQUE DISTRIBUTIVO: diminuição do tônus vascular. Dividido em:
CHOQUE NEUROGÊNICO;
CHOQUE ANAFILÁTICO;
CHOQUE SÉPTICO.
CHOQUE OBSTRUTIVO: obstrução mecânica do fluxo sanguíneo.

Sinais e sintomas gerais

hipotensão
taquicardia
Taquisfigmia
pele fria e pegajosa
sudorese
Mucosas descoradas e secas
palidez
cianose
resfriamento das extremidades
hipotermia
respiração superficial, rápida e irregular
sede
náuseas e vômitos
alterações neurossensoriais.

Choque Hipovolêmico

Tipo de choque mais comum

Causas:
Perda sanguínea secundária hemorragia
(interna ou externa) e
Perda de líquidos e eletrólitos

Choque Cardiogênico
Falha na bomba - coração

Causas
 Infarto do miocárdio;
 Arritmias;
 eletrocussão;
Pós operatório de cirurgia cardíaca

Choque Distributivo

Subdivisão:
- neurogênico
- séptico
- anafilático

Choque Neurogênico

Causas:
 lesão da medula espinhal
 lesão do sistema nervoso


Manifestações clínicas:
 pele seca e quente;
 hipotensão;
 bradicardia;

Tratamento:
restauração do tônus simpático, através da estabilização da medula espinhal,  posicionar o paciente corretamente.

Choque Séptico

Ocorre quando um agente infeccioso, como bactérias, vírus ou fungo, entra na corrente sanguínea.
Causa uma reação em cadeia
Sinais e sintomas
Extremidades frias e pálidas
Hiper ou hipotermia, tremores
Pressão arterial baixa, especialmente ortostática
Oligúria ou anúria
Taquicardia
Inquietação, agitação, letargia ou confusão
Dispneia

Tratamento: Tratar causa base

Choque Anafilático

Causas:
 -alimentos e aditivos alimentares;
 -picadas e mordidas de insetos;
 -agentes usados na imunoterapia;
 -drogas como a penicilina;
 -drogas usadas como anestésicos locais
 -vacinas como o soro antitetânico;
 -poeiras e substâncias
presentes no ar (casos raros).

Manifestações clínicas:  sensação de desmaio;
pulso rápido;
dificuldade respiratória;
náuseas e vômito;
dor de estômago;
inchaço nos lábios, língua ou garganta (edema de glote);
urticária;
pele pálida, fria e úmida;
tonteira, confusão mental e perda da consciência;
pode haver parada cardíaca.

Tratamento: emergencial
Adrenalina
Anti-histamínico
Corticoide

Em casos de PCR : Realizar RCP
Caso necessário: intubação endotraqueal
Garantir acesso venoso

Choque Obstrutivo

Causado por obstrução mecânica do fluxo sanguíneo
Situações de trauma podem ocorrer tamponamento cardíaco e pneumotórax hipertensivo
Sintomas que antecedem o choque:
Inquietude, às vezes ansiedade e temor;
Náuseas, lipotímia;
Astenia e sede intensa
Tratamento: Tratar causa base

Referências

Disponível em: www.aulasdeenfermagem.com.br/files/Choque.ppt
Acesso em:19/10/2015
Disponível em
pt.slideshare.net/gabrielmpaixao/choque-11489975 Acesso em:19/10/2015
ALFARO, D.; MATTOS, H. Atendimento Pré-Hospitalar ao Traumatizado Básico e Avançado PHTLS. Tradução. 6 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.
OLIVEIRA, B.F.M.; PAROLIN, M.K.F.; TEIXEIRA Jr, E.V. Trauma Atendimento Pré-hospitalar. São Paulo: Atheneu, 2001.
Curso de especialização profissional de nível técnico em enfermagem – livro do aluno: urgência e emergência/coordenação técnica pedagógica Julia Ikeda Fortes … [et al.]. São Paulo: FUNDAP, 2010.

Imagem: Google imagens

Autoria: Enfermeiros em Urgência e Emergência

http://enfermagemurgenciaemergencia.blogspot.com.br/