Aqui você encontra informações sobre primeiros socorros, atendimento pré hospitalar, entre outros de maneira simples e fácil de entender, visite as páginas, se precisar de alguma ajuda, informação, sugestão, parcerias, entre em contato através do e-mail t.enfermagemresgate@gmail.com.
Um abraço e fiquem com Deus
Thais

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Choque Neurogênico - Cuidados de Enfermagem


Definição

O choque neurogênico é o resultado da cessação abrupta dos impulsos simpáticos com origem no Sistema Nervoso Central, que ocasiona a perda do tônus vascular,  pode ter um período prolongado (lesão da medula espinhal) ou breve (síncope ou desmaio).

Causas


 Perda de controle autonômico por:
– Lesões medulares
- Trauma Raquimedular
- Traumatismo Craniano
– Anestesia regional
-Lesão do sistema nervoso
-Uso de drogas e ainda, estados de hipoglicemia
-Efeito depressor de medicamentos

Fisiopatologia

Diminuição do tônus venoso
Bloqueio da inervação simpática
Diminuição do débito cardíaco

Principais Causas

Lesão raquimedular;
Movimento brusco do paciente com Trauma Raquimedular 
Anestesia espinhal;
Anestesia geral profunda;
Ação depressora de medicamentos;
Síncope vasovagal

Manifestações Clínicas

– Alerta, orientado e lúcido, porém sem reflexos 
– Bradicardia 
– Hipotensão
- Arreflexia (paralisia)
- Enchimento capilar  - Normal
-Coloração da pele - Rosada
-Temperatura da pele - Quente e seca

Diagnóstico

Clínico: através das manifestações clínicas.


SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA

Diagnósticos de Enfermagem

Integridade da pele prejudicada, relacionado a pele seca e imobilização física.

Capacidade adaptativa diminuída, deficit cognitivo, relacionado a lesões cerebrais, perfusão diminuída.

Perfusão tissular ineficaz caracterizada por pressão sanguínea alterada relacionada a diminuição da oxigenação dos órgãos e tecidos.

Síndrome do estresse por mudança caracterizada por preocupação, medo, sentimento de impotência relacionado a estado de saúde alterado.

Intervenções de Enfermagem

Acalmar o paciente
Mante-lo aquecido
Verificar os SSVV
Monitorar Sinais Clinicos de TRM e aumento da PIC
Avaliar padrão respiratório
Observar as funções cardiovasculares e neurológicas do paciente
Prevenir instabilidade cardiovascular
Ter cuidado ao posicionar o paciente evitando movimentos bruscos
Prevenir formação de trombos
Se o paciente apresentar hipotensão posiciona-lo delicadamente na posição de Trendelenburg (onde a cabeça encontra-se mais baixa que os pés)
Demais cuidados como higienização e mudança de decúbito, serão realizadas após a estabilidade hemodinâmica.



Referências  OLIVEIRA,B.F.M; PAROLIN,M.K.F;TEXEIRA Jr.,E.V.Trauma : atendimento pré-hospitalar. 2ªed. São Paulo : Atheneu, 2007
ALFARO,D; FILHO,H.M. Atendimento pré-hospitalar ao traumatizado. Rio de janeiro:Elsevier,2007.
http://gerardocristino.com.br/aulas/C7_Choque_Neurogenico.pdf
http://www.ebah.com.br/content/ABAAABdmIAI/choque-neurogenico
http://enfermeiropsf.blogspot.com.br/2009/10/anatomia-orgaos-toracicos.html