Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Em época de verão, endocrinologista orienta sobre controle de peso e dieta




Na época mais quente do ano, as praias ficam bastante frequentadas. Para se exibir, muita gente faz dieta, malha bastante e procura métodos alternativos para ficar com o corpo em forma. Há casos em que a pessoa está acima do peso e quer emagrecer. Em outros, a pessoa é magra e quer engordar. Mas os médicos alertam: fazer dietas ou tomar remédios sem orientação de um profissional pode causar sérios problemas à saúde.
Em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta quarta-feira (26), o médico endocrinologista Gustavo Caldas explicou que a falta de uma avaliação médica pode gerar orientações erradas e, a longo prazo, ter efeitos negativos para a saúde. “Existe o ditado que diz que, para emagrecer, o sujeito se joga de qualquer altura. É uma coisa muito perigosa”, disse o médico.
Gustavo conta que o governo federal lançou uma portaria no ano passado para tirar uma série de medicamentos do tipo anfetamina do mercado. “Alguns medicamentos têm efeitos colaterais importantes.”
Adolescentes, em alguns casos, podem tomar remédio para emagrecer. “Não é uma coisa que está completamente regulamentada, mas sob orientação médica, em casos estritamente selecionados, com um bom profissional, ele pode ser utilizado”, contou o endocrinologista.
A glândula tireoide é responsável por fornecer uma espécie de “combustível” para todas as células do organismo, de acordo com Gustavo Caldas, e pode influenciar no aumento ou na perda de peso. “Quando ela está funcionando em excesso ou em falta, pode provocar uma série de distúrbios, como falta de hormônios ou excesso”, falou.
Atividades físicas podem contribuir, além no controle do peso, na prevenção de doenças. “O exercício físico ajuda no condicionamento cardiovascular e dimunui o risco de diabetes, de hipertensão. Uma atividade física de 30 minutos pelo menos de quatro a cinco vezes por semana irá diminuir enormemente uma série de complicações.”

fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2012/12/em-epoca-de-verao-endocrinologista-orienta-sobre-controle-de-peso-e-dieta.html