Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

segunda-feira, 19 de março de 2012

Saiba Mais! Circunstâncias e locais oportunos para atropelamentos


Circunstâncias e locais oportunos para atropelamentos

No Brasil, a maior parte dos acidentes de trânsito ocorre em vias municipais, dependendo da localização, da área e das condições: curva, bifurcação de vias, cruzamentos de vias, aclives e declives, se mais ou menos sinalizada, se mais ou menos movimentada, além de outros.

Em se tratando de velocidade, segundo dados obtidos pela CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil, pesquisas de comportamento e de meio ambiente realizadas com os pais dos alunos e nas escolas apontam que acidentes ocorrem em razão não apenas dos condutores de veículos trafegarem nas vias municipais, em torno das escolas, em marcha bem mais acelerada do que a velocidade permitida no local, mas também devido a não disponibilidade de calçadas e de mecanismos de controle de tráfego, como semáforos e lombadas eletrônicas adequadamente instaladas.

Mais de 70% das mortes e mais de 50% dos acidentes de trânsito ocorrem não apenas por causa de locais desprovidos de mecanismos indispensáveis para a segurança (como semáforos, faixas de pedestres ou de outro tipo de sinalização), mas também por crianças atravessando no meio da quadra, ou transitando pelas ruas em pontos que não comportam sinalização.

As lesões em crianças motivadas por acidentes de trânsito ocorrem nas proximidades do local da moradia, porque justamente esse é o espaço no qual as crianças transitam a maior parte do tempo.

Outro dado interessante é que os atropelamentos ocorrem com mais frenquência em ruas de sentido único, com incidência de 2,5 vezes por quilômetro a mais do que em ruas de sentido duplo, conforme observado no Canadá (WAZANA et al., 1994).
O artigo “A circulação dos pedestres na cidade do Rio de Janeiro”, publicado na Revista dos Transportes Públicos – ANTP – N.106/2005, mostra que a probabilidade de ocorrência de lesões com pedestres aumenta quando o ambiente físico apresenta as seguintes características:

• inadequação dos passeios para atender o fluxo de pedestres;
• ciclos semafóricos inadequados;
• abrigos e pontos de parada de ônibus construídos em dimensões que ocupam todo o passeio, impedindo a passagem do pedestre;
• pisos inadequados e em mau estado de conservação;
• desníveis abruptos entre o passeio e as rampas de garagem;
• ausência de sinalizações e adaptabilidade para deficientes físicos;
• veículos estacionados indevidamente sobre as calçadas;
• material para obras ocupando o espaço dos passeios;
• passeios com largura insuficiente;
• instalação inadequada de equipamentos urbanos;
• presença de vendedores ambulantes em excesso ocupando o espaço dos passeios;
• bancas de revistas com instalações que ocupam toda a largura dos passeios;
• presença de equipamentos comerciais, além dos limites dos estabelecimentos;
• ausência de instalação de sistemas de drenagem de aparelhos de ar-condicionado em edifícios e consequente queda de pingos de água em passeios;
• escoamento das águas pluviais provenientes de marquises, calhas;
• dejetos de animais;
• lixo nas calçadas.


Atualização e reprodução do texto "Onde os atropelamentos acontecem?", publicado na íntegra, originalmente, no GUIA DO PROGRAMA CRIANÇA SEGURA PEDESTRE (p.22-24), que se encontra na biblioteca do nosso curso.

fonte: http://criancasegura.org.br/