Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

terça-feira, 29 de novembro de 2011

BrasilENF – Congresso de Enfermagem Salvador/BA 20 a 21/04/12


BrasilENF – Congresso de Enfermagem

Tema Central: O CUIDADO PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM: AS NOVAS TENDÊNCIAS E AS PRÁTICAS CONSAGRADAS.

Data: 20 a 21/04/12

Cidade: Salvador
Estado: BA

Local: Fiesta Convention Center - Fiesta Bahia Hotel
Investimento: vide site
Período Inscrição: Até 19/04/2012

Trabalhos Científicos (prazo): Até 29/02/2012
Telefones: (71) 3444-7952 / 7982
Organização: Atualiza Cursos

E-mail: brasilenf@atualizacursos.com.br / eliane@atualizacursos.com.br / mariana@atualizacursos.com.br

Site: www.brasilenf.com.br

Video - Os Maiores tombos de Moto da Net


Mudando um pouquinho.. apresento a vocês o video os maiores tombos de moto da net, está disponivel no site you tube, coloquei como post esse video para mostrar que o mais importante é nossa segurança, o trabalho pode ser perigoso como o de um piloto de moto, mas conduzindo de forma segura, utilizar equipamentos de proteção adequados, fazer revisão na moto, e não ficar fazendo graça por aí.. evita lesões não desejadas, e muitas vezes a lesão não é temporária e sim para o resto da vida, então deixo o recado.. SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR.. OU SEJA A VIDA EM PRIMEIRO LUGAR, e nunca se esqueça....... não somos personagem de video game que tem muitas e muitas vidas, temos apenas uma. Pense nisso.
video

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Ensino a Distância da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego)


O Centro de Treinamento e Educação de Trânsito - CETET trabalha com o conceito de que o trânsito é um espaço público de realização da cidadania e deve ser pensado de forma integrada com as questões relacionadas à inclusão social, o meio ambiente, à saúde pública e em todos os aspectos que envolvem a convivência em sociedade.

CURSOS DISPONÍVEIS

Público em Geral

-Família Em Trânsito - Cidadania e Qualidade de Vida
-Inclusão da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida na Educação para o Trânsito

Condutores

-Curso de Pilotagem SeguraCurso de Direção Segura
-Técnicas e Conceitos de Direção Defensiva

Educadores

-Sustentabilidade e Trânsito
-Curso de Capacitação de Professores para o Ensino Fundamental II e Educação de Jovens e Adultos
-Curso de Capacitação de Professores do Ensino Fundamental I
-Curso de Capacitação de Professores da Educação Infantil

Para mais informações e inscrições nos cursos acesse o link da CET:

http://www.cetsp.com.br/cet.aspx

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Diagnósticos de Enfermagmem on line


Diagnósticos de Enfermagmem on line
Muito bomo material com resultados esperados, fatores relacionados, etc.... vale a pena conferir o material.

Para ter acesso ao material acesse o link abaixo:

http://diagnosticoenfermagem.hd1.com.br/

Manual de normas e rotinas de enfermagem em UBS



Manual de normas e rotinas de enfermagem em UBS

Manual Técnico

2006. 80p.

Tamanho do arquivo: 2,2Mb

Para realizar o download do material clique no link abaixo:

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/arquivos/enfermagem/ManualTec1.pdf

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Apostila Atendimento a Parada Cardio Respiratória


Apostila abordando os principais conceitos em suporte básico e avançado a vida, vale a pena conferir.
Para Realizar o download do material clique no link abaixo:

http://www.4shared.com/document/SBz_YT1z/Apostila_-_Atendimento_a_Parad.html

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Câncer de Pele - Saiba o que é e aprenda a se prevenir

O câncer da pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de maneira desordenada e anormal dando origem a um novo tecido (neoplasia). Entre as causas que predispõem ao início desta transformação celular aparece como principal agente a exposição prolongada e repetida à radiação ultra-violeta do sol.

O câncer da pele atinge principalmente as pessoas de pele branca, que se queimam com facilidade e nunca se bronzeiam ou se bronzeiam com dificuldade. Cerca de 90% das lesões localizam-se nas áreas da pele que ficam expostas ao sol, o que mostra a importância da exposição solar para o surgimento do tumor. A proteção solar é, portanto, a principal forma de prevenção da doença.

Como fazer para evitar o câncer da pele?

A exposição prolongada e repetida da pele ao sol causa o envelhecimento cutâneo além de predispor a pele ao surgimento do câncer. Tomando-se certos cuidados, os efeitos danosos do sol podem ser atenuados. Aprenda a seguir como proteger sua pele da radiação solar.

•use sempre um filtro solar com fator de proteção solar (FPS) igual ou superior a 15, aplicando-o generosamente pelo menos 20 minutos antes de se expor ao sol e sempre reaplicando-o após mergulhar ou transpiração excessiva. (saiba mais sobre filtros solares e FPS)
•use chapéus e barracas grossas, que bloqueiem ao máximo a passagem do sol. Mesmo assim use o filtro solar pois parte da radiação ultra-violeta reflete-se na areia atingindo a sua pele.
•evite o sol no período entre 10 e 15 horas.
•a grande maioria dos cânceres de pele localizam-se na face, proteja-a sempre. Não esqueça de proteger os lábios e orelhas, locais comumente afetados pela doença.
•procure um dermatologista se existem manchas na sua pele que estão se modificando, formam "cascas" na superfície, sangram com facilidade, feridas que não cicatrizam ou lesões de crescimento progressivo.
•faça uma visita anual ao dermatologista para avaliação de sua pele e tratamento de eventuais lesões pré-cancerosas.
Estas recomendações são especialmente importantes para as pessoas de pele fototipos I e II, as quais devem evitar qualquer tipo de exposição ao sol sem proteção.

Quando começar a proteção solar?

Comece o quanto antes. Cerca de 75% da radiação solar recebida durante a vida ocorre nos primeiros 20 anos. Os efeitos da radiação ultra-violeta só se manifestam com o passar do tempo. As lesões começam a aparecer na maioria das vezes ao redor dos 40 anos . Portanto, proteja as crianças e estimule os adolescentes a se protegerem.

Não tenha medo do diagnóstico. Ele salva vidas.

Procure seu dermatologista se você tem alguma lesão suspeita na sua pele. Não deixe de ir por medo de saber o nome da sua doença.

O câncer da pele pode e deve ser tratado e o diagnóstico precoce é muito importante para se obter a cura. Além disso, o tratamento das lesões pré-malignas, que podem dar origem ao câncer da pele, ajuda a preveni-lo.

Veja como são as lesões de câncer de pele

As lesões provocadas pelo câncer de pele podem ser de tipos variados. Saiba como são eles e veja as fotos dos tipos mais frequentes de câncer de pele


Os tipos mais comuns de câncer de pele

São três os tipos mais frequentes. Eles se originam de diferentes células que compõem pele.

- Carcinoma Basocelular: originado das células da camada basal, é o mais frequente e com o menor potencial de malignidade. Seu crescimento é lento e muito raramente se dissemina à distância



Pode se manifestar de várias maneiras, a da foto acima é apenas uma delas. Feridas que nao cicatrizam ou lesões que sangram com facilidade devido a pequenos traumatismos, como o roçar da toalha, podem ser um carcinoma basocelular. Saiba mais sobre o carcinoma basocelular.

- Carcinoma Espinocelular: originado das células da camada espinhosa, tem crescimento mais rápido e as lesões maiores podem enviar metástases à distância. Também conhecido como carcinoma epidermóide, é bem menos frequente que o basocelular.



É comum acometer áreas de mucosa aparente, como a boca ou o lábio, cicatrizes de queimaduras antigas ou áreas que sofreram irradiação (raios X).

Pode ocorrer também a partir de ceratoses actínicas, que são lesões pré-cancerosas decorrentes da exposição prolongada e repetida da pele ao sol. Saiba mais sobre o carcinoma espinocelular.

- Melanoma: originado das células que produzem o pigmento da pele (melanócitos), é o câncer de pele mais perigoso. Frequentemente envia metástases para outros órgãos, sendo de extrema importância o diagnóstico precoce para a sua cura.

O melanoma pode surgir a partir da pele sadia ou a partir de "sinais" escuros (os nevos pigmentados) que se transformam. Apesar de ser mais frequente nas áreas da pele comumente expostas ao sol, o melanoma também pode ocorrer em áreas de pele não expostas. Pessoas que possuem sinais escuros na pele devem se proteger dos raios ultra violeta do sol, que podem estimular a sua transformação.

Por isso, qualquer alteração em sinais antigos, como: mudança da cor, aumento de tamanho, sangramento, coceira, inflamação, surgimento de áreas pigmentadas ao redor do sinal justifica uma consulta ao dermatologista para avaliação da lesão. Além disso, algumas características dos sinais podem recomendar o exame, portanto conheça o ABCD do melanoma:

•Assimetria: formato irregular
•Bordas irregulares: limites externos irregulares
•Coloração variada (diferentes tonalidades de cor)
•Diâmetro: maior que 6 milímetros



A foto acima representa um melanoma em fase inicial (melanoma "in situ"), com todas as características acima descritas. Nesta fase, o melanoma ainda está restrito à camada mais superficial da pele, quando ainda não emite metástases para outros órgãos e pode ser curado pela retirada cirúrgica da lesão. Saiba mais sobre o melanoma.

Como é feito o tratamento do câncer de pele?

O tratamento é cirúrgico na maioria das vezes ou através da destruição das lesões por radioterapia ou criocirurgia com nitrogênio líquido.

Quanto antes a lesão for retirada, maior a chance de se curar a doença e de se evitar a disseminação de células cancerosas para outros órgãos (metástases), muito rara nos casos de carcinoma basocelular mas muito frequente nos casos de melanomas não tratados. Por isso, se você tem uma lesão suspeita, procure um dermatologista.

fonte:http://www.dermatologia.net/novo/base/cancer2.shtml
fonte:http://www.dermatologia.net/novo/base/cancer.shtml

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Cursos On-line Gratuitos 40, 60, 80 horas ENFERMAGEM À DISTÂNCIA


Cursos On-line Gratuitos

O EAD-Enfermagem a Distância é uma empresa do GRUPO INTRA DE ENSINO E PESQUISA A DISTÂNCIA LTDA ME. Atuamos no mercado desde 2004 promovendo a realização de cursos livres a distância, para que os profissionais e os estudantes estejam cada vez mais, aprimorando seus conhecimentos, melhorando o seu desempenho funcional e ascendendo profissionalmente dentro da empresa ou da organização onde trabalham, ou preste serviço.

Autenticidade do Certificado

Os cursos livres do EAD-Enfermagem a Distância, são válidos em todo território nacional e amparados pela lei de diretrizes e bases da educação. Sua autenticidade pode ser validada pela digitação do número do registro no site www.enfermagemadistancia.com.br. Os certificados são expedidos na conformidade do Art.1º, Inciso I, e Art.3º do Dec. 5.154/2004. e independem de autorização dos órgãos de educação, MEC e/ou Capes para serem oferecidos.

CURSOS:

Administração e Organização dos Serviços Pediátricos e Neonatais

Atualização em Acesso Venoso na UTI Pediátrica e Neonatal

Atualização em Administração de Medicamentos

Atualização em Curativos

Atualização em Diálise Peritoneal

Atualização em Infecção Hospitalar

Atualização em Tratamento de Feridas

Cuidado na UTI Neonatal

Cuidados ao Paciente Cirúrgico

Enfermagem do Trabalho - Biossegurança e Saúde do Trabalhador

Enfermagem e a Estratégia Saúde da Família

Enfermagem e a Saúde da Mulher

Enfermagem em Cardiologia

Enfermagem em Neurologia

Enfermagem em Saúde Mental

HPV e o Câncer de Colo de Útero

Imunização-Conceitos e Técnicas de Vacinas em Crianças e Adolescentes

Manejo Clínico ao Recém - Nascido Cirúrgico: Um Enfoque da Enfermagem

Sistema de Saúde Pública no Brasil

O EAD-Enfermagem a Distância promove todos os meses sorteio de brindes para os usuários certificados, ou seja, aqueles que realizaram qualquer um dos nossos cursos e emitiram certificado.
Uma vez cadastrado em nosso portal, o usuário terá acesso a fazer sua inscrição on-line, no curso desejado. A partir deste momento o usuário estará apto a realizar o download do material, efetuar a avaliação e imprirmir o certificado mediante o pagamento da taxa de administração no valor de R$ 20,00, podendo escolher qualquer uma das formas de pagamento oferecidas pelo PagSeguro(Parcele em até 2x sem juros no cartão). Vale ressaltar que em relação a avaliação on-line, somente os usuários que obtiverem desempenho igual ou superior a 60% (sessenta por cento) poderão emitir, eletronicamente, o certificado com o número de registro do EAD.O processo de liberação do certificado pode demorar até 03(três) dias após a confirmação do pagamento da taxa de administração.

Para acessar o EAD - Enfermagem a distância clique no link abaixo:

http://www.enfermagemadistancia.com.br/index.php

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A CÃIMBRA


Qual é a origem da câimbra?

O sintoma sinaliza que há algum desajuste de ordem metabólica no corpo, como fadiga muscular, suprimento de sangue insuficiente ou desequilíbrio de minerais no organismo, como o cálcio, o sódio e o potássio.
A câimbra, ou cãibra, é um espasmo ou contração involuntária dos músculos, normalmente muito dolorosa, que pode durar de alguns segundos até vários minutos. A câimbra pode atingir um ou mais músculos de uma vez.

Qualquer músculo de controle voluntário pode apresentar essas contrações. Os mais comuns são:

- Panturrilhas (batata da perna).
- Músculos anteriores e posteriores da coxa.
- Pés.
- Mãos.
- Pescoço.
- Abdômen.

Causas das câimbras

Acredita-se que a causa básica da câimbra seja uma hiperexcitação dos nervos que estimulam os músculos. Esta normalmente é causada por:
- Atividade física vigorosa (câimbra pode ocorrer durante ou após o esforço físico).
- Desidratação (importante causa em idosos e em quem usa diuréticos).
- Alterações hidreletrolíticas, principalmente depleção de cálcio e magnésio.
- Gravidez (normalmente a câimbra é secundária a níveis baixos de magnésio).
- Fratura óssea (como autoproteção, os músculos ao redor da lesão se contraem involuntariamente).
- Alterações metabólicas como diabetes, hipotireoidismo, alcoolismo e hipoglicemia.
- Doenças neurológicas com Parkinson, doenças do neurônio motor ou doenças primárias dos músculos (miopatias).
- Insuficiência venosa e varizes nas pernas
- Longos períodos de inatividade (ficar sentado em posição inadequada, por exemplo).
- Alterações estruturais, como pé chato e o genu recurvatum (hiperextensão do joelho).
- Hemodiálise.
- Cirrose hepática.
- Deficiência de vitamina B1, B5 e B6
- Anemia.

Muito se comenta sobre depleção de potássio como causa de câimbras. Na verdade, a hipocalemia (baixos níveis sanguíneos de potássio) pode até causar contrações involuntárias, mas seu principal sintoma é fraqueza ou paralisia muscular. O cálcio e o magnésio são causas mais importantes e comuns de câimbras.

Algumas drogas podem ser a causa das câimbras:

- Diuréticos, principalmente a furosemida (Lasix®).
- Donepezila (usado na doença de Alzheimer).
- Neostigmina (usada na miastenia gravis).
- Raloxifeno (usado para osteoporose e câncer de mama).
- Remédios para hipertensão, principalmente a nifedipina (Adalat®).
- Broncodilatadores para asma como Salbutamol.
- Remédios para colesterol como o clofibrato e lovastatina.

Em pessoas acima dos 60 anos, câimbras frequentes podem ser sinais de aterosclerose, que leva à diminuição da circulação sanguínea para determinado grupamento muscular por obstrução do fluxo por placas de colesterol.

Como evitar as câimbras?

Para se evitar a câimbra deve ser realizada uma boa sessão de alongamento antes e após exercícios, principalmente para sedentários. Também são importantes uma boa hidratação antes, durante e depois do esforço e evitar exercícios físicos em dias muito quentes.

Existe um grupo de pessoas que apresentam câimbras noturnas, principalmente nos membros inferiores (panturrilha e pés em geral). É habitual estas pessoas apresentam a chamada câimbra noturna idiopática (idiopática significa sem causa aparente). São indivíduos normalmente com história familiar de câimbras e que não se consegue detectar nenhum tipo de alteração que justifique o quadro. Nesse grupo, recomenda-se um programa de alongamento 15 minutos antes de dormir, dar preferência para alimentos ricos em cálcio e magnésio, manter uma boa hidratação ao longo do dia e evitar o sedentarismo. Algumas pessoas precisam de sapatos especiais que evitam contrações involuntárias e câimbras nos pés.

Os alongamentos parecem ser o melhor método para prevenir câimbras, principalmente quando ocorrem nas pernas. É importante salientar que não vai ser de um dia para o outro que o alongamento trará resultados. É preciso pelo menos algumas semanas com alongamentos diários para o músculo ter mais resistência às contrações involuntárias.

Hidratação adequada e alongamentos frequentes resolvem os problemas da maioria das pessoas com câimbras idiopáticas. O melhor modo de controlar o grau de hidratação do corpo é através da cor da urina. Pessoas desidratadas apresentam urina muito amarelada e normalmente com cheiro forte, enquanto que um corpo hidratado produz urina clara e sem cheiro.

Existem alguns medicamentos, como vitamina E, complexo B, verapamil, cloroquina e gabapentina que podem ajudar em casos específicos, mas que só devem ser tomados após avaliação médica.

Água tônica possui pequenas quantidades de quinina uma substância que também parece prevenir câimbras. Existem relatos de melhora das câimbras noturnas após alguns dias ingerindo água tônica à noite.

Câimbras na hemodiálise

Pacientes com insuficiência renal em hemodiálise são um caso à parte. A câimbra é um sinal de redução do fluxo sanguíneo para o músculo acometido. Em geral ocorre por retirada em excesso de líquidos durante as sessões de hemodiálise ou por doses elevadas de anti-hipertensivos. Pacientes com câimbras que não usam anti-hipertensivos devem aumentar seu peso seco (peso após a sessão de hemodiálise). Aqueles com câimbras, mas que usam remédios para hipertensão, devem tentar suspendê-los ou reduzir a dose, mesmo que a pressão ainda esteja mal controlada.

Banana evita câimbras?

Essa história da banana é um pouco confusa. A fruta é rica em potássio, carboidratos (glicose) e água. Durante o esforço físico existe uma grande demanda dos músculos por energia (glicose). Depois de algum tempo de exercício o músculo depleta suas reservas de glicose e passa a utilizar outros meios para gerar energia. Uma das causas de câimbras é o acumulo de ácido láctico, que é o "lixo" metabólico após a geração de energia com baixa utilização de glicose. Uma boa hidratação ajuda a "lavar" esse excesso de ácido láctico da circulação e evita as câimbras.

Portanto, teoricamente a banana ajuda porque repõe os níveis de potássio, hidrata e fornece energia (glicose) para os músculos. Isso é verdade para câimbras induzidas por exercício. Porém, essa dica não funciona com muita gente. A resposta parece ser individual, mas como banana não faz mal a ninguém, não custa testar.



Líquidos e o Fator Sódio

Apesar de existirem muitas causas para cãibras musculares, grandes perdas de sódio e líquidos costumam ser fatores essenciais que predispõem atletas a cãibras musculares. O sódio é um mineral importante na iniciação dos sinais dos nervos e ações que levam ao movimento nos músculos. Por isso, um déficit desse elemento e de líquidos pode tornar os músculos sensíveis. Sob tais condições, uma leve tensão e um movimento subseqüente podem fazer o músculo se contrair e se contorcer incontrolavelmente.

Prevenindo cãibras

- beber abundantemente água (rica em magnésio preferivelmente), e sucos de frutas para eliminar os desperdícios metabólicos acumulados no seu organismo.
- equilibrar o nivel de cálcio, de magnésio e potássio consumindo regularmente cereais, pastas meio completas, de pão completo, abacates, bananas e suco de laranja fresco.
- evitar o excesso de café e de alcaçuz (que provoca uma diminuição de potássio)
Soluções rápidas para cãibras

Quando as cãibras aparecerem durante um exercício ou competição, tome as seguintes medidas:
1. Alongar. Como as cãibras são normalmente relacionadas à mudança na capacidade de peso, alongamento e exercícios sem peso são tratamentos efetivos.
2. Massageie a área. Esfregar o músculo afetado pode ajudar a aliviar a dor e também auxilia no estímulo à corrente sangüínea e ao movimento de líquidos na área.
3. Estimule a recuperação. Descanso e reidratação adequada com líquidos que contenham eletrólitos, particularmente sódio, irão rapidamente trazer melhora.

Fonte: site MD.Saúde: CÂIMBRAS | Causas e tratamento http://www.mdsaude.com/2008/10/cimbras.html#ixzz1e4fjVKXc
Fonte: http://www.copacabanarunners.net/caimbra.html
Fonte: http://www.caimbras.org/

Lista nº 2- de Medicamentos Utilizados pela Enfermagem


MEDICAMENTOS

Primeiramente, há uma lista com medicamentos mais usuais, divididos na maioria em sua classe medicamentosa, com informações adicicionais acerca do medicamento (utilidade, substância ativa, preço, etc.), vale a pena lembrar que a substância ativa coincide com o nome genérico do medicamento. Há também a fórmula de algumas substâncias ativas. Logo depois, segue uma lista mais abrangente com vários medicamentos vendidos nas farmácias, porém com menos detalhes.

ANALGÉSICO E ANTITÉRMICO

AAS Infantil: ácido acetlisalicílico (C8O2H7COOH). É usado para dor, febre, inflamação e dor pós-cirúrgica (em odontologia). Custa em média R$ 2,05 (com 10 comprimidos).

Aspirina: ácido acetilsalicílico (C8O2H7COOH) mais vitamina C, é também antiinflamatório, usado para dor, febre, inflamação e dor pós-cirúrgica (em odontologia). É contra indicado em caso de dengue. Custa em média R$ 2,75 (com 10 comprimidos).

Doril: cada comprimido contém ácido acetilsalicílico (C8O2H7COOH) mais cafeína. É usado para dor, febre, inflamação e dor pós-cirúrgica (em odontologia). Custa em média R$ 2,00 (com 6 comprimidos).

Melhoral: cada comprimido contém 500mg de ácido acetilsalicílico (C8O2H7COOH) e 30mg de cafeína. É usado para dor, febre, inflamação e dor pós-cirúrgica (em odontologia). Custa em média R$ 2,18 (adulto) e R$ 1,80 (infantil).

OBS: os medicamentos acima não devem ser usados durante a gravidez, em crianças e adolescentes com febre de origem virótica e exigem avaliação riscos x benefícios em pessoas com anemia e asma.

Naldecon: cada comprimido amarelo contém paracetamol e cloridrato de fenilefrina. Cada comprimido laranja contém além do paracetamol, sua substância ativa, o maleato de carbinoxamina. Nesse medicamento líquido contém as três substâncias mencionadas anteriormente. Ele é usado para dor, febre e em descongestionamento nasal.ele custa em média R$ 3,35 (com 8 comprimidos).

Resfenol: cada comprimido contém paracetamol, cloridrato de fenilefrina e maleato de clorfenamina. Esse medicamento é usado para gripes, resfriados, rinites, congestão nasal, coriza, febre, cefaléia e dores musculares. Ele não deve ser usado na gravidez e na lactação, e custa em média R$ 13,99 (com 20 cápsulas).

Tylenol: seu nome genérico é Paracetamol. A principal substância é o paracetamol. É usado para dor, febre e dor pós-cirúrgica (em odontologia). Custa em média R$ 3,11 (com 11 comprimidos).

Tylex: cada comprimido contém paracetamol e codeína. Esse medicamento custa em média R$ 16,60.

OBS: os quatro medicamentos a cima exigem uma avaliação riscos x benefícios para alcoólatras, pessoas com anemia, doenças cardiovasculares, gastrintestinais, idosos, pessoas com diminuição da função renal e com infecção viral.

Celebra: seu nome genérico é Celecoxib, pois possui a substância ativa celecoxib. Ele é composto também por lactose monoidratada, sulfato de sódio (Na2SO4), povidone, croscarmelose de sódio, estearato de magnésio, gelatina, dióxido de titânio (TiO2) e corante. Esse medicamento é também antiinflamatório. Esse medicamento é usado para artrite reumatóide e artrose, ele alivia a dor e a inflamação. Ele custa em média R$ 27,33.

Dipigina: por apresentar a substância dipigina sódica, seu nome genérico é Dipirona Sódica. Esse medicamento é usado contra dor e febre. Ele também é antipirético. Esse medicamento não de ser usado durante a gravidez, em caso de asma, infecção respiratória crônica, em crianças com menos de 3 meses de idade ou com menos de 5kg de peso. Ele custa em média R$ 5,48 (em gotas).

Neosaldina: contém dipirona sódica, mucato de isometepteno e cafeína. Esse medicamento contém também amido de milho, carbonato de cálcio (CaCO3), carboximetilcelulose, celulose microcristalina, cera branca e de carnaúba, dióxido de silício (SiO2), estearato de magnésio, goma arábica, lactose, metilparabeno, polivinilpirrolidona, propilparabeno, sacarose (C22H11O6), talco, corantes: dióxido de titânio (TiO2), laca vermelha e pigmento marrom. Esse medicamento é usado para dor, enxaqueca e para espasmos da musculatura lisa. Esse medicamento custa em média R$ 9,23.

Novalgina: apresenta como substância ativa a dipirona sódica, daí o seu nome genérico Dipirona. Esse medicamento é usado para dor e febre. Ele não de ser usado durante a gravidez, em caso de asma, infecção respiratória crônica, em crianças com menos de 3 meses de idade ou com menos de 5kg de peso. Esse medicamento custa em média R$ 6,62 (em gotas).

Saridon: cada comprimido contém propifenazona, paracetamol e cafeína. Esse medicamento é usado para dores de cabeça e custa em média R$ 7,82 (com 20 comprimidos). Esse medicamento não é antitérmico.

Tramal: por possuir como substância ativa tramadol ou cloridrato de tramadol, seu nome genérico é Tramadol. Esse medicamento não é antitérmico. Ele é usado para dor de intensidade moderada à severa, de caráter agudo, subagudo e crônico (alívio da dor em: cirurgia, traumatologia, oncologia, ginecologia, medicina de urgência e dor em odontologia). Ele não deve ser usado em condições de dependência ou abuso de drogas e em intoxicação alcoólica. Esse medicamento custa em média R$ 34,70.

Dimorf: esse medicamento é considerado um analgésico narcótico. Por apresentar a substância ativa morfina ou sulfato de morfina, seu nome genérico é Morfina. Esse medicamento é usado para dor intensa, sedação no pré-operatório, auxiliar da anestesia e controle da dor associada ao infarto agudo do miocárdio. Esse medicamento atua no sistema nervoso central, alterando a percepção e a resposta emocional à dor (ou seja: ele não faz com que a dor pare na pessoa que o consome, esse medicamento faz com que a pessoa ESQUEÇA da dor). Esse medicamento pode provocar agitação, ansiedade, confusão mental, aumento dos batimentos cardíacos, aumento ou queda da pressão arterial, boca seca, dor de cabeça, náusea, sedação, sonolência, suores, tonturas, vermelhidão na face, etc. esse medicamento custa em média R$ 23,56 (em gotas).

ANTIBACTERIANO

Amoxil: por possuir a substância amoxicilina como substância ativa, seu nome genérico é Amoxicilina. Possui também a substância aminopenicilina. Esse medicamento é usado para amigdalite, infecção urinária, otite média, infecção da pele e dos tecidos moles, infecção odontogênica, gastrite p ou úlcera péptica por Helicobacter Pylori e gonorréia. Não deve ser usado por pessoas alérgicas a penicilina ou à cefalosporina. O Amoxil Infantil custa em média R$ 32,33 e o Amoxil Adulto R$ 27,66.

Clavulin: por possuir amoxicilina e ácido clavulânico (sob a forma de clavulanato de potássio), seu nome genérico é Amoxicilina + Clavulanato de Potássio. Esse medicamento é usado para infecção da pele e dos tecidos moles, infecção orofacial, infecção respiratória, infecção urinária e infecção odontogênica. Ele não deve ser usado por pessoas alérgicas a penicilina à cefalosporina. Esse medicamento custa em média R$ 57,77 e o seu genérico custa R$ 56,68 (líquido).

Neotop: seu nome genérico é Neomicina, pois possui a substância neomicina ou sulfato de neomicina como substância ativa. Esse medicamento é usado para infecção bacteriana. Ele custa em média R$ 4,51 (é uma pomada).

ANTIESPASMÓDICO

Buscopan: por apresentar a substância escopolamina ou butilbrometo de escopolamina, seu nome genérico é Escopolamina. Esse medicamento é usado para cólica, úlcera de estômago; úlcera duodenal (no duodeno, porção inicial do intestino delgado). Ele pode provocar boca seca e sonolência e não deve ser usado durante a gravidez (a menos que seja recomendado pelo médico) e durante a amamentação. O Buscopan Simples custa em média R$ 7,30 (com 20 drágeas) e R$ 7,90 (em gotas com 20 ml). O Buscopan Composto custa em média R$ 7,85 ( em comprimidos) e R$ 7,50 (em gotas).

ANTIFLATULENTO

Flagass: por apresentar a substância ativa dimeticona, seu nome genérico é Dimeticona. Esse medicamento é usado para excesso de gases, inchaço, peso no estômago e fermentação intestinal. Ele custa em média R$ 8,09 (em comprimido com 20 cápsulas) e R$ 7,54 (em gotas).

Luftal: por apresentar a substância ativa dimeticona, seu nome genérico é Dimeticona. Esse medicamento é usado para excesso de gases gastrintestinais. Ele custa em média R$ 8,89 (tanto em gotas quanto em comprimido). E seu medicamento genérico custa em média R$ 5,13 (em gotas).

ANTIINFLAMATÓRIO

Biofenac Aerosol: possui ácido fenilacético, mas por possuir a substância diclofenaco dietilamônio, seu nome genérico é Diclofenaco Dietilamônio. Esse medicamento é usado para inflamação dos tendões, ligamentos, músculos e articulações. Ele não deve ser usado em crianças menores de 14 anos. Ele custa em média R$ 15,89.

Cataflan: possui ácido fenilacético, mas por possuir a substância diclofenaco dietilamônio, seu nome genérico é Diclofenaco Dietilamônio. Esse medicamento é usado para inflamação dos tendões, ligamentos, músculos e articulações. Ele não deve ser usado em crianças menores de 14 anos. Seu medicamento genérico custa em média R$ 5,69 (em gel creme).

Decadron: por possuir a substância dexametasona como sendo ativa, seu nome genérico é Dexametasona. Esse medicamento é também antialérgico e é usado para edema cerebral, reação alérgica e doenças reumáticas. Não deve ser usado por pessoas com hipersensibilidade a corticosteróide e por infecção fúngica sistêmica. Esse medicamento custa em média R$ 12,23.

ANTITUSSÍGENO

Silomat: seu nome genérico é Clobutinol, pois apresenta a substância clobutinol ou cloridrato de clobutinol. Ele apresenta também a substância succinato de doxilamina. Esse medicamento é usado para tosse seca e age por efeito central. Ele não deve ser usado durante a gravidez e a amamentação. Ele custa em média R$ 8,75 (em gotas), o Silomat Plus R$ 9,70 e o Silomat (charope) R$ 8,59.

HOMEOPÁTICOS

Serenus: é um medicamento fitoterápico, cada comprimido revestido contém extrato seco de Passiflora alata, extrato seco de Crataegus oxyacanth e estrato seco de Adonis vernalis. Os três extratos de plantas que constituem esse medicamento têm como principais propriedades a ação calmante e a ação indutora do sono. Ele custa em média R$ 19,64 (com 20 comprimidos).

PARA EMAGRECER

Inibex S: seu nome genérico é anfepramona ou dietilpropriona, pois possui estas como substâncias ativas. Esse medicamento inibe o apetite, ele é anorexígeno. Esse medicamento pode causar mudanças de humor, dores de cabeça, fraqueza, alteração de desejo sexual, alteração do paladar, aumento da pressão arterial e dos batimentos cardíacos, diarréia, entre outros. Ele não deve ser usado por pessoas com alcoolismo crônico, arteriosclerose avançada, isquemia cerebral, glaucoma, doenças cardiovasculares, uremia e esquizofrenia. Ele custa em média R$ 28,77.

Desobesi-M: seu nome genérico é Femproporex, ele é usado na obesidade. Esse medicamento inibe o apetite. Ele pode causar dores de cabeça, fraqueza, insônia, náusea, diarréia, tontura, boca seca, nervosismo. Esse medicamento não deve ser usado por alcoólatras, crianças menores de 12 anos, pessoas com pressão arterial muito alta, arteriosclerose avançada, doenças cardiovasculares e glaucoma. Ele custa em média R$ 12,09 (com 30 comprimidos).

ANTIDEPRESSIVO

Prozac: seu nome genérico é Fluoxetina, devido a esta substância ativa ou cloridrato de fluoxetina. Esse medicamento é usado para depressão maior, bulimia nervosa e desordem obsessivo-compulsiva. Ele custa em média R$ 64,09 (com 14 comprimidos).

Aropax: sua substância ativa é a paroxetina e por isso seu nome genérico é Paroxetina. Esse medicamento é usado para a síndrome do pânico, depressão maior e desordem obsessivo-compulsiva. Ele custa em média R$ 95,85 (com20 comprimidos).

Efexor ou Efexor XR: sua substância ativa é a venlafaxina, daí o seu nome genérico de Venlafaxina. Ele é usado para depressão maior. Ele custa em média R$ 85,84 (com 75ml).

ANTI-HIPERTENSIVO

Diovan: tem como substância ativa, a valsartan. Estudos recentes mostram que este anti-hipertensivo auxilia na prevenção da diabete, que pode ocorrer em doentes com pressão alta. O medicamento é contra-indicado a mulheres grávidas e a pessoas com cirrose biliar; hiperaldosteronismo primário; insuficiência hepática grave ou obstrução das vias biliares. E pode ter sua ação aumentada se administrado junto com algum diurético.

CONTRA O CÂNCER

Evista: criado originalmente para tratar a osteoporose, o medicamento pode ser eficaz na prevenção dos tumores de mama em mulheres com propensão genética ao mal.

Tarceva: indicado para tratar do câncer de pulmão, sus reações são as mais toleráveis que as dos remédios tradicionais.

Avastin: indicado para os casos mais graves de câncer de mama e de pulmão, o medicamento inibe o crescimento dos tumores.

Atrasentan: Diminui drasticamente os riscos de metástase óssea, muito comum nos casos de câncer de próstata em estágio avançado.

LISTA ABRANGENTE DE MEDICAMENTOS CONTENDO A SUBSTÂCIA ATIVA, O NOME DO MEDICAMENTO E O NOME DO LABORATÓRIO



1 - ANTIALÉRGICOS

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CETIRIZINA
ZETIR
ABBOTT

CETOTIFENO
ASMALERGIN
MERCK S.A.

DEXTROCLOROFENIRAMINA
POLARAMINE
SCHERING PLOUGH

FEXOFENADINA
ALLEGRA
AVENTIS PHARMA

FEXOFENADINA(ASSOC.)
ALLEGRA D
AVENTIS PHARMA

LEVOCABASTINA
LIVOSTIN
JANSSEN-CILAG

LORATADINE
CLARITIN
SCHERING PLOUGH

MONTELUCASTE
SINGULAIR
MERCK SHARP & DOHME



2 - ANTIINFECCIOSOS

2.1 - Antibacterianos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

AMOXICILINA
HICONCIL
BRISTOL-MYERS SQUIBB


AMOXIL
SMITHKLINE BEECHAM

AMOXICILINA (ASSOC.)
CLAVULIN
SMITHKLINE BEECHAM

AMPICILINA
BINOTAL
BAYER

AZITROMICINA
ZITROMAX
PFIZER


AZI.
SIGMA PHARMAC

CEFACLOR
CECLOR
LILLY


CECLOR AF
LILLY

CEFALEXINA
KEFLEX
LILLY

CEFRADOXIL
CEFAMOX
BRIISTOL-MYERS SQUIBB

CEFTRIAXONA
ROCEFIN
ROCHE

CIPROFLOXACINA
CIPRO
BAYER

CLARITROMICINA
KLARICID
ABBOTT

CLARITROMICINA(ASSOC.)
HELIKLAR
ABBOTT

DOXICICLINA
VIBRAMICINA
PFIZER

GATIFLOXACINO
TEQUIN
BRISTOL-MYERS SQUIBB

LEVOFLOXACINA
LEVAQUIN
JANSSEN-CILAG


TAVANIC
AVENTIS PHARMA

MOXIFLOXACINO
AVALOX
BAYER

NORFLOXACINO
FLOXACIN
MERCK SHARP & DOHME

PENICILINA V
PEN-VE-ORAL
EUROFARMA

ROXITROMICINA
ROTRAM
SCHERING PLOUGH


RULID
AVENTIS PHARMA


CECLOR AF
LILLY

SULFAMETOXAZOL+TRIMETROPIM
ESPECTRIN
GLAXOWELLCOME


BACTRIM
ROCHE



2.2 - Antifungícos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CETOCONAZOL
CETONAX
JANSSEN-CILAG


NIZORAL
JANSSEN-CILAG

FLUCONAZOL
ZOLTEC
PFIZER

GRISEOFULVINA
FULCIN
ASTRAZENECA

ITRACONAZOL
SPORANOX
JANSSEN-CILAG

TERBINAFINA
LAMISIL
NOVARTIS


2.3 - Antiparasitários

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ALBENDAZOL
ZENTEL
SMITHKLINE BEECHAM


ZOLBEN
SANOFI-SYNTHÉLABO

MEBENDAZOL
PANFUGAN
BYK

TINIDAZOL
PLETIL
SEARLE



2.4 - Antiviral

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACICLOVIR
ZOVIRAX
GLAXOWELLCOME

VALACICLOVIR
VALTREX
GLAXOWELLCOME


3 - APARELHO DIGESTIVO, METABOLISMO E NUTRIÇÃO

3.1 - Antiácidos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

LANSOPRAZOL
OGASTRO
ABBOTT

NIZATIDINA
AXID
LILLY

OMEPRAZOL
LOSEC MUPS
ASTRAZENECA


PEPRAZOL
LIBBS

PANTOPRAZOL
PANTOZOL
BYK

RABEPRAZOL
PARIET
JANSSEN-CILAG

RANITIDINA
ANTAK
GLAXOWELLCOME


LOGAT
LIBBS


3.2 - Antidiarreicos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

SACCHAROMYCES BOULARDII
FLORATIL
MERCK S.A.


3.3 - Antieméticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

BROMOPRIDA
DIGESAN
SANOFI-SYNTHÉLABO


PLAMET
LIBBS

CISAPRIDA
PREPULSID
JANSSEN-CILAG


3.4 - Hipoglicemiantes

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACARBOSE
GLUCOBAY
BAYER

CLORPROPRAMIDA
DIABINESE
PFIZER

GLIBENCLAMIDA
DAONIL
AVENTIS PHARMA

GLIMEPIRIDA
AMARYL
AVENTIS PHARMA

INSULINA HUMANA
HUMULIN
LILLY


INSUMAN
AVENTIS PHARMA


NOVOLIN
NOVO-NORDISK

INSULINA MISTA
IOLIN
BIOBRÁS

INSULINA SUINA
NEOSULIN
BIOBRÁS

METFORMINA
DIMEFOR
LILLY


GLIFAGE
MERCK S.A.


GLUCOFORMIN
BIOBRAS

ROSIGLITAZONA
AVANDIA
SMITHKLINE BEECHAM

REPAGLINIDA
NOVONORM
NOVO-NORDISK



3.6 - Reposição Hidroeletrolítica Oral

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ELETRÓLITOS
PEDIALYTE
ABBOTT



4 - HORMÔNIOS, EXCETO SEXUAIS

4.1 - Corticosteróides

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

BETAMETASONA
CELESTONE
SCHERING PLOUGH

BETAMETASONA (ASSOC.)
CELESTAMINE
SCHERING PLOUGH


DIPROSPAN
SCHERING PLOUGH

PREDNISONA
METICORTEN
SCHERING PLOUGH

4.2 - Tireoideanos e Atitireoideanos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

TIAMAZOL
TAPAZOL
LILLY

LEVOTIROXINA SÓDICA
PURAN T4
SANOFI-SYNTHÉLABO


EUTHYROX
MERCK S. A .


5 - OFTALMOLÓGICOS

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACICLOVIR
ZOVIRAX
GLAXOWELLCOME

BETAXOLOL
BETOPTIC
ALCON

BETAXOLOL (ASSOC.)
BETOPTIC S
ALCON

CROMOGLICATO DE SODIO
MAXICROM
ALCON

DEXAMETASONA
MAXITROL
ALCON

DORZOLAMIDA+ TIMOLOL
COSOPT
MERCK SHARP & DOHME

HIPROMELOSE
LACRIMA
ALCON

HIPROMELOSE(ASSOC.)
LACRIMA PLUS
ALCON

LATANOPROST
XALATAN
PHARMACIA & UPJOHN

PILOCARPINA
ISOPTO CARPINE
ALCON

TIMOLOL
TIMOPTOL
MERCK SHARP & DOHME


TIMOPTOL XE
MERCK SHARP & DOHME

TOBRAMICINA
TOBREX
ALCON

TOBRAMICINA(ASSOC.)
TOBRADEX
ALCON


6 - OTOLÓGICOS

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

HIDROCORTISONA (ASSOC.) TÓPICA
OTOSPORIN
GLAXOWELLCOME


7 - SANGUE E ÓRGÃOS HEMATOPOÉTICOS

7.1 - Antianêmicos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACIDO FOLICO ( ASSOC. )
NORIPURUM FOLICO
BYK

FERRO, POLIMALTOSADO
NORIPURUM
BYK



8 - SISTEMA MÚSCULO-ESQUELÉTICO

8.1 - Antiinflamatórios

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACECLOFENACO
PROFLAM
BRISTOL-MYERS SQUIBB

CELECOXIB
CELEBRA
SEARLE

DICLOFENACO
CATAFLAM
NOVARTIS


VOLTAREN
NOVARTIS


ARTREN
MERCK S.A.

DICLOFENACO (ASSOC.)
FLOTAC
NOVARTIS

NIMESULIDA
NISULID
ASTA MEDICA

PIROXICAM
FELDENE
PFIZER

ROFECOXIB
VIOXX
MERCK SHARP & DOHME

TENOXICAM
TILATIL
ROCHE


8.2- Reguladores do Metabolismo Osseo

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ALENDRONATO,SODICO
FOSAMAX
MERCK SHARP & DOHME

CALCITONINA SINTETICA DE SALMÃO
CALSYNAR
AVENTIS PHARMA

CALCITRIOL
ROCALTROL
ROCHE

OSSEINA-HIDROXIAPATITA
OSSOPAN
ASTA MEDICA

RALOXIFENO
EVISTA
LILLY

RISEDRONATO SÓDICO
ACTONEL
AVENTIS PHARMA

LEFLUNOMIDE
ARAVA
AVENTIS PHARMA


8.3 - Terapia da Gota

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ALOPURINOL
ZYLORIC
GLAXOWELLCOME


9 - SISTEMA NERVOSO
9.1 - Analgésicos Narcóticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

TRAMADOL
TRAMAL
SEARLE


9.2- Ansiolíticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ALPRAZOLAM
FRONTAL
PHARMACIA & UPJOHN

BROMAZEPAM
LEXOTAN
ROCHE

DIAZEPAM
DIENPAX
SANOFI-SYNTHÉLABO


VALIUM
ROCHE

LORAZEPAM
LORAX
WYETH


9.3 - Anticonvulsivantes

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACIDO VALPROICO
DEPAKENE
ABBOTT

DIVALPROATO DE SÓDIO
DEPAKOTE
ABBOTT

CARBAMAZEPINA
TEGRETOL
NOVARTIS

FENITOÍNA
HIDANTAL
AVENTIS PHARMA

LAMOTRIGINA
LAMICTAL
GLAXOWELLCOME

GABAPENTINA
PROGRESSE
BIOSINTÉTICA


9.4 - Antidepressivos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CITALOPRAM
CIPRAMIL
SCHERING PLOUGH

FLUOXETINA
PROZAC
LILLY


DAFORIN
SIGMA PHARMA-DIV.NOVAQUÍMICA

PAROXETINA
AROPAX
SMITHKLINE BEECHAM

SERTRALINA
ZOLOFT
PFIZER

HYPERICUM PERFORATUM
HIPEREX
EUROFARMA


JARSIN
BIOSINTÉTICA


9.5 - Antiparkinsonianos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

BENSERAZIDA (ASSOC.)
PROLOPA
ROCHE


PROLOPA H.B.S.
ROCHE

BIPERIDENO
AKINETON
KNOLL

LEVODOPA + CARBIDOPA
CRONOMET
MERCK SHARP & DOHME

MESILATO DE PERGOLIDA
CELANCE
LILLY

SELEGILINA
NIAR
KNOLL

TOLCAPONE
TASMAR
ROCHE


9.6 - Antipsicóticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

AMISULPRIDA
SOCIAN
SANOFI-SYNTHÉLABO

OLANZAPINA
ZYPREXA
LILLY

RISPERIDONA
RISPERDAL
JANSSEN-CILAG


9.7 - Hipnóticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

FLUNITRAZEPAM
ROHYPNOL
ROCHE

MIDAZOLAM
DORMONID
ROCHE

ZOLPIDEM
STILNOX
SANOFI-SYNTHÉLABO


9.8 - Terapia de Alzheimer

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

RIVASTIGMINA
EXELON
NOVARTIS

TACRINA
TACRINAL
BIOSINTETICA


10 - TERAPIA CARDIOVASCULAR

10.1 - Antiarritmicos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

AMIODARONA
ATLANSIL
SANOFI-SYNTHÉLABO


ANCORON
LIBBS

PROPAFENONA
RITMONORM
KNOLL

SOTALOL
SOTACOR
BRISTOL-MYERS SQUIBB

VERAPAMIL
DILACORON
KNOLL


10.2 - Anti-Hipertensivos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

AMLODOPINA
NORVASC
PFIZER


CORDAREX
BIOSINTÉTICA

AMLODOPINA(ASSOC.)
SINERGEN
BIOSINTÉTICA

CAPTOPRIL
CAPOTEN
BRISTOL-MYERS SQUIBB

CAPTOPRIL(ASSOC.)
LOPRIL-D
BRISTOL-MYERS SQUIBB

CANDERSARTAN
ATACAND
ASTRAZENECA


BLOPRESS
ABBOTT

CILAZAPRIL
VASCASE
ROCHE

CILAZAPRIL(ASSOC.)
VASCASE PLUS
ROCHE

DILTIAZEM
BALCOR
BALDACCI

ENALAPRIL
RENITEC
MERCK SHARP & DOHME

ENALAPRIL(ASSOC.)
CO-RENITEC
MERCK SHARP & DOHME

FOSINOPRIL
MONOPRIL
BRISTOL-MYERS SQUIBB

IRBESARTANA
APROVEL
SANOFI-SYNTHÉLABO

LISINOPRIL
ZESTRIL
ASTRAZENECA

LISINOPRIL(ASSOC.)
ZESTORETIC
ASTRAZENECA

LOSARTAN POTASSICO
COZAAR
MERCK SHARP & DOHME


CORUS
BIOSINTETICA

LOSARTAN POTASSICO(ASSOC.)
HYZAAR
MERCK SHARP & DOHME


CORUS-H
BIOSINTETICA

NIFEDIPINA
ADALAT
BAYER


OXCORD
BIOSINTÉTICA

RAMIPRIL
TRIATEC
AVENTIS PHARMA

RAMIPRIL(ASSOC.)
TRIATEC D
BIOSINTETICA

VASARTAN
DIOVAN
NOVARTIS

10.3 - ANTITROMBÓTICOS / ANTIAGREGANTES PLAQUETÁRIOS

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CLOPIDOGREL
PLAVIX
SANOFI-SYNTHÉLABO

TICLOPIDINA
TICLID
SANOFI-SYNTHÉLABO

TRIFLUSAL
DISGREN
BIOSINTÉTICA


10.4 - BETA-BLOQUEADORES

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ATENOLOL
ANGIPRESS
BIOSINTÉTICA


ATENOL
ASTRAZENECA

ATENOLOL(ASSOC.)
ANGIPRESS CD
BIOSINTÉTICA

ATENOLOL(ASSOC.)
TENORETIC
ASTRAZENECA

CARVEDILOL
COREG
ROCHE

PROPRANOLOL
INDERAL
ASTRAZENECA


10.5 - CARDIOTÔNICOS

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

DIGOXINA
DIGOXINA
GLAXOWELLCOME


10.6 - DIURÉTICOS


SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CLORTALIDONA
HIGROTON
NOVARTIS

CLORTALIDONA(ASSOC.)
HIGROTON-RESERPINA
NOVARTIS

ESPIRONOLACTONA
ALDACTONE
SEARLE

FUROSEMIDA
LASIX
AVENTIS PHARMA

HIDROCLOROTIAZIDA
CLORANA
SANOFI-SYNTHÉLABO


10.7 - HIPOCOLESTERINÊMICOS

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CERIVASTATINA
LIPOBAY
BAYER

CIPROFIBRATO
OROXADIN
SANOFI-SYNTHÉLABO

PRAVASTATINA
PRAVACOL
BRISTOL-MYERS SQUIBB

SINVASTATINA
ZOCOR
MERCK SHARP & DOHME


10.8 - TERAPIA VARICOSA

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

RUTOSIDO (ASSOC.)
VENOCUR TRIPLEX
KNOLL

TROXERRUTINA
VENALOT
BYK


10.9 - VASODILATADORES

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

CINARIZINA
STUGERON
JANSSEN-CILAG

FLUNARIZINA
FLUNARIN
ASTA MEDICA

ISOSSORBIDA, DINITRATO
ISORDIL
SIGMA PHARMA-DIV.ÔMEGA

ISOSSORBIDA, MONONITRATO
MONOCORDIL
BALDACCI

REVANGE
BIOSINTETICA

NIMODIPINA
NIMOTOP
BAYER


OXIGEN
BIOSINTETICA

PENTOXIFILINA
TRENTAL
AVENTIS PHARMA

PROPATILNITRATO
SUSTRATE
BRISTOL-MYERS SQUIBB


11 - TERAPIA DERMATOLÓGICA

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ACICLOVIR
ZOVIRAX
GLAXOWELLCOME

BETAMETASONA (ASSOC.) TÓPICA
BETNOVATE
GLAXOWELLCOME


DIPROSALIC
SCHERING PLOUGH


DIPROSONE
SCHERING PLOUGH


QUADRIDERM
SCHERING PLOUGH

CETOCONAZOL
NIZORAL
JANSSEN-CILAG


CETONAX
JANSSEN-CILAG

COLAGENASE
IRUXOL
KNOLL

FLUTICASONA,PROPIONATO
FLUTIVATE
GLAXOWELLCOME

FUSIDATO DE SÓDIO TÓPICO
VERUTEX
ROCHE

HIDROCORTISONA
WESTCORT
BRISTOL-MYERS SQUIBB

MOMETASONA,FUROATO
ELOCOM
SCHERING PLOUGH

MUPIROCINA BACTROBAN
CETONAX
SMITHKLINE BEECHAM

NEOMICINA+BACITRACINA
CICATRENE
GLAXOWELLCOME


NEBACETIN
BYK

OXIDO DE ZINCO (ASSOC.)
DERMODEX
BRISTOL-MYERS SQUIBB

TERBINAFINA
LAMISIL
NOVARTIS

TIOCONAZOL TÓPICO
TRALEN
PFIZER

TRIANCINOLONA (ASSOC.)
OMCILON
BRISTOL-MYERS SQUIBB


12 - TERAPIA GINECOLÓGICA / UROLOGICA

12.1 - Anticoncepcionais

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

DESOGESTREL + ETINILESTRADIOL
PRIMERA
EUROFARMA

GESTODENE + ETINILESTRADIOL
MINULET
WYETH


DIMINUT
LIBBS


HARMONET
WYETH

LEVONORGESTREL + ETINILESTRADIOL
NORDETTE
WYETH


12.2 - Antiinfecciosos Ginecológicos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

COLAGENASE
GYNO IRUXOL
KNOLL

TETRACICLINA + ANFOTERICINA B
TALSUTIN
BRISTOL-MYERS SQUIBB

TINIDAZOL (ASSOC.)
GINO PLETI
SEARLE

TINIDAZOL+TIOCONAZOL
CARTRAX
PFIZER

TIOCONAZOL TÓPICO
GINO TRALEN
PFIZER



12.3 - Hormônios Sexuais

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ESTRADIOL
ESTRADERM MATRIX
NOVARTIS


ESTRADERM TTS
NOVARTIS


SYSTEN
JANSSEN-CILAG


MERIMONO
NOVARTIS

ESTRADIOL(ASSOC.)
ESTALIS
NOVARTIS


ESTALIS SQ
NOVARTIS


MERICOMB
NOVARTIS


MERIGEST
NOVARTIS

SYSTEN
CONTI
JANSSEN-CILAG

SYSTEN
SEQUI
JANSSEN-CILAG

ESTROGÊNIOS CONJUGADOS
PREMARIN
WYETH

ESTROGÊNIOS CONJUGADOS (ASSOC.)
PREMARIN MPA
WYETH

ESTROGÊNIOS CONJUGADOS (ASSOC.)
PREMELLE
WYETH


PREMELLE CICLO
WYETH

MEDROXIPROGESTERONA
FARLUTAL
SEARLE


12.5 - Inibidores Síntese Gonadotrofina

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

DANAZOL
LADOGAL
SANOFI-SYNTHÉLABO


12.6 - Ocitócicos, Depressores Uterinos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

PIPERIDOLATO(ASSOC.)
DACTIL-OB
AVENTIS PHARMA


12.7 - Antiprostaticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

ALFUZOSINA
XATRAL
SANOFI-SYNTHÉLABO

DOXAZOSINA
CARDURAN
PFIZER

FINASTERIDA
PROSCAR
MERCK SHARP & DOHME

TERAZOSIN
HYTRIN
ABBOTT

TAMSULOSINA
OMNIC
EUROFARMA


12.8 - Quimioterápicos Urinários

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

NITROFURANTOINA
MACRODANTINA
SCHERING PLOUGH



13 - TERAPIA RESPIRATÓRIA

13.1 - Broncodilatadores

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

FENOTEROL
BEROTEC
BOEHRINGER

FORMOTEROL
FORADIL
NOVARTIS

SALBUTAMOL
AEROLIN
GLAXOWELLCOME

SALMETEROL
SEREVENT
GLAXOWELLCOME

TEOFILINA
TEOLONG
KNOLL

TERBUTALINA
BRICANYL
ASTRAZENECA


13.2 - Descongestionantes Nasais (Sist./Tópicos)

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

LORATADINE (ASSOC.)
CLARITIN-D
SCHERING PLOUGH


13.3 - Expectorantes

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

DEXTROCLOROFENIRAMINA (ASSOC.)
POLARAMINE
SCHERING PLOUGH


13.4 - Mucolíticos

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

AMBROXOL
MUCOLIN
KNOLL

CARBOCISTEÍNA / CARBOXIMETILCISTEÍNA
MUCOFLUX
MERCK S.A.



13.5 - Prep. com Ação Nasal / Pulmonar

SUBSTÂNCIA ATIVA
MEDICAMENTO
LABORATÓRIO

BECLOMETASONA
BECLOSOL
GLAXOWELLCOME

FLUTICASONA
FLIXONASE
GLAXOWELLCOME


FLIXOTIDE
GLAXOWELLCOME

FLUTICASONA + SALMETEROL
SERETIDE
GLAXOWELLCOME

BUDESONIDA
PULMICORT
ASTRAZENECA


BUSONID
BIOSINTÉTICA

MOMETASONA
NASONEX
SCHERING PLOUGH

TRIANCINOLONA
NASACORT
AVENTIS PHARMA


fonte: http://qemedicamentos.sites.uol.com.br/listasdemedicamentos.htm

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Desvende os mitos sobre a saúde e beleza da pele


Verdades e Mitos


Os cremes auto-bronzeadores fazem mal à pele?
Mito. A não ser que a pessoa tenha alergia ao produto que está utilizando, os cremes bronzeadores não fazem mal à pele, pois apenas pigmentam a última camada da epiderme, conferindo coloração semelhante ao bronzeado. Saiba mais...

Usar hidratantes após o sol evita o envelhecimento da pele?
Mito. A hidratação não vai evitar o envelhecimento da pele, combaterá apenas o seu ressecamento. Outras medidas devem ser tomadas para se evitar o envelhecimento cutâneo.

Proteger a pele do sol no dia a dia pode retardar o surgimento das rugas?
Verdade. A principal causa do envelhecimento da pele é a sua exposição aos raios ultra-violeta do sol (fotoenvelhecimento) e o uso frequente de proteção solar retarda o envelhecimento cutâneo.

Câmaras de bronzeamento fazem mal à pele?
Verdade. A exposição aos raios ultra violeta provenientes do sol ou das câmaras de bronzeamento são danosos à pele, desencadeando o fotoenvelhecimento e predispondo-a ao câncer de pele.

Acima do FPS 15 todos os filtros solares são iguais?
Mito. Com um protetor solar FPS 15, a pele leva um tempo 15 vezes maior para se queimar do que sem proteção nenhuma. Com FPS 30, este tempo é 30 vezes maior, e assim por diante.

Mesmo filtros solares de FPS alto devem ser reaplicados a cada 2 horas?
Verdade. Se a pessoa vai ficar exposta ao sol após um intervalo de tempo superior a 2 horas desde a última aplicação do filtro solar, deve reaplicá-lo para obter uma proteção eficaz e atingir o FPS do protetor.

A luz da tela de computadores e a "luz fria" de escritórios causam fotoenvelhecimento?
Mito. A quantidade de radiação ultra-violeta emitida pela tela dos computadores e pela luz fria é muito pequena e insuficiente para causar danos à pele.

Desodorante anti-transpirante provoca câncer de mama?
Mito. Não existe nenhuma relação entre o uso do desodorante anti-transpirante e o surgimento de câncer de mama. Este tipo de desodorante pode provocar um quadro obstrutivo das glândulas sudoríparas das axilas, formando nódulos inflamados e dolorosos na região. Saiba mais sobre a hidradenite.

Pele oleosa envelhece menos?
Verdade. A pele oleosa é mais resistente à ação dos raios ultra-violeta do sol e sofre menos os seus efeitos danosos, principais responsáveis pelo envelhecimento cutâneo.

O Botox (toxina botulínica) deixa a pessoa sem expressão?
Mito. Quando o procedimento é realizado sem exagero, tratando apenas os grupamentos musculares que produzem mais rugas, a expressão da pessoa não é afetada. Vale a pena lembrar que nem todas as pessoas formam "pés de galinha" ao sorrir, portanto, porque o uso do Botox tiraria a expressão? Saiba mais sobre o Botox.

fonte:http://www.dermatologia.net/novo/base/verdadesmitos5.shtml

S.O.S Emergências vai qualificar atendimento


Ação será implementada pelo governo federal em parceria com estados e municípios em 11 hospitais de grande porte
A presidenta da República, Dilma Rousseff, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançaram, nesta terça-feira (8), o S.O.S Emergências, ação estratégica para a qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa integra a Rede Saúde Toda Hora e vai alcançar, até 2014, os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo todos os 26 estados e o Distrito Federal. O governo federal – juntamente com estados, municípios e os gestores hospitalares – vai promover o enfrentamento das principais necessidades desses hospitais, qualificar a gestão, ampliar o acesso aos usuários em situações de urgência e garantir atendimento ágil, humanizado e com acolhimento.
A ação tem início em 11 hospitais de grande porte, localizados em nove capitais: Instituto Dr. José Frota (Fortaleza-CE), Hospital da Restauração (Recife-PE), Hospital Estadual Roberto Santos (Salvador- BA), Hospital de Urgências (Goiânia- GO), Hospital de Base (Distrito Federal-DF), Hospital João XXIII (Belo Horizonte -MG), Santa Casa e Hospital Santa Marcelina (São Paulo - SP), Hospital Miguel Couto e Hospital Albert Schweitzer (Rio de Janeiro - RJ) e Grupo Hospitalar Conceição (Porto Alegre - RS). Esses hospitais são referências regionais, possuem mais de 100 leitos, tem pronto-socorro e realizam grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais.
“Reconhecemos que a saúde pública deve, pode e precisa melhorar, e estamos atraindo, pra nós, a responsabilidade de liderar o processo em busca de uma saúde pública de qualidade”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff, durante lançamento do Programa. “Estamos criando um novo padrão de qualidade no atendimento das pessoas que procuram nossas emergências, da recepção aos ambulatórios, dos centros cirúrgicos às emergências. Começarmos pelos hospitais que tem mais dificuldades”, disse.
MEDIDAS -Para melhorar o atendimento nos serviços de urgência, serão adotadas medidas como o acolhimento e classificação de risco dos pacientes. Logo ao entrar no hospital, o paciente será acolhido por uma equipe que definirá o seu nível de gravidade e o encaminhará ao atendimento específico de que necessita. Também será organizada a gestão de leitos, fluxo de internação e a implantação de protocolos clínico-assistenciais e administrativos. Serão tomadas, ainda, medidas para proporcionar a adequação da estrutura e do ambiente hospitalar.
“Estamos preparados e prontos para entrar na arena e tomar o touro à unha, para dar melhor atendimento à população que depende do SUS”, disse ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O S.O.S Emergências deverá funcionar articulado com os demais serviços de urgência e emergência que compõem a Rede Saúde Toda Hora, coordenada pelo Ministério da Saúde e executada pelos gestores estaduais e municipais em todo o país. Esses serviços englobam o SAMU 192, UPAS 24 horas, Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.
“Sabemos que ofertar o alívio imediato ao sofrimento pode ser decisivo para a vida da pessoa e, por isso, essa é uma ação inovadora. Mapeamos as principais urgências do país, pela importância da rede, atendimento, cobertura da população e o fato de serem decisivos no momento mais crítico de salvar uma vida”, enfatizou o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
INVESTIMENTOS – Cada um dos 11 hospitais receberá anualmente R$ 3,6 milhões do Ministério da Saúde para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência. O valor para as unidades somará R$ 39,6 milhões, por ano.Também poderão receber individualmente até R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos e realização de obras e reformas na área física do pronto-socorro, conforme necessidade e aprovação de proposta encaminhada ao Ministério da Saúde.
A unidade poderá, ainda, apresentar projetos para a criação de novos leitos de retaguarda e a qualificação (aquisição de novos equipamentos, por exemplo) para os leitos já existentes. São considerados leitos de retaguardaas enfermarias de leitos clínicos, enfermarias de leitos de longa permanência, Unidades de Terapia Intensiva (UTI), Unidades Coronarianas e Unidades de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral.
FUNCIONAMENTO - Cada um dos 11 hospitais terá um Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar instalado, que apoiará e orientará as medidas visando à melhoria da gestão e da qualidade assistencial. Os núcleos atuarão nesses hospitais permanentemente e serão formados pelos coordenadores dos serviços de urgência/emergência, das unidades e central de internação do hospital (incluindo as UTIs) e por um representante do gestor local.
O trabalho dos núcleos será acompanhado pelo Comitê Nacional de Acompanhamento do S.O.S Emergências, formado por representantes dos Hospitais de Excelência, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS), Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS) e membros do Ministério da Saúde.
O comitê será coordenado pelo Ministério e tem a função de receber e encaminhar solução às questões apontadas pelos núcleos; monitorar, através de sala de situação, os produtos e resultados alcançados nas unidades; e manter os gestores locais informados do andamento das ações nos hospitais.
PARCEIROS – Por meio da estratégia S.O.S Emergências,serão feitas parcerias com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e com os seis Hospitais de Excelência no Brasil – Sírio Libanês, Albert Einstein, Hospital do Coração, Samaritano, Alemão Osvaldo Cruz e Moinhos de Vento - para ampliar a qualidade do atendimento realizado. A principal contribuição será por meio do Telessaúde, ferramenta de comunicação a distância que presta teleconsultoria e segunda opinião médica, além discussão de casos com equipe multiprofissional. Todos os 11 hospitais terão pontos do Telessaúde instalados.
Os Hospitais de Excelência também vão contribuir com a capacitação de profissionais e apoio à gestão hospitalar. As universidades e as sociedades de especialidades também serão convidadas para contribuir com o projeto dos hospitais.

Fonte: Agência Saúde - Portal da Saúde
http://www.portaleducacao.com.br/enfermagem/noticias/45301/sos-emergencias-vai-qualificar-atendimento?utm_source=ALLINMAIL&utm_medium=email&utm_content=26005465&utm_campaign=Top%2010%20-%20Notícias%20da%20área%20de%20Enfermagem%2016/11&utm_term=__.qbv.nm.lsl.w.yt.r3bo.b0.yk9.fcu.q.hd

DICAS --> ATENÇÃO VAGAS PARA ENFERMEIRO(A)


PROCESSO SELETIVO

Prefeitura Municipal de Tambaú-SP

1 vaga de Agente de saúde (R$714,13+ 20% de insalubridade)
1 vaga de Enfermeiro (R$1.683,64+ 20% de insalubridade)
Inscrições até 27 de novembro
Valor da inscrição: R$15 para agente de saúde e R$30 para enfermeiro
Inscrições e edital: http://www.consesp.com.br

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CONDUTORES E PEDESTRES - Programa de Proteção ao Pedestre


Condutores

Regras Gerais em Cruzamentos

Ao aproximar-se de um cruzamento, reduza a velocidade;
Pare no semáforo vermelho antes da linha de retenção;
Não pare sobre a faixa de pedestre;
Na mudança do semáforo vermelho para o verde, não acelere o veículo
abruptamente;
Mesmo com o sinal verde, espere o pedestre concluir a travessia;
Certifique-se que não há pedestres encobertos por outros veículos;
Os idosos precisam de mais tempo para atravessar a via;
As pessoas com deficiência também precisam de mais tempo;

Outras regras gerais

Não permita que o passageiro do seu veículo desembarque pela parte
voltada para a pista;
Não estacione sobre a calçada. Este espaço é do pedestre;
Respeite a velocidade da via.
Reconheça a fragilidade do pedestre;

Regras específicas para conversão

Sinalize com antecedência a intenção de conversão para alertar o
pedestre e condutor do veículo de trás;
Reduza a velocidade;
Dê prioridade ao pedestre que, na faixa, já iniciou a travessia;
Aguarde pedestre deixar livre a frente do veículo;
Após siga em frente em velocidade reduzida.

Regras específicas para motociclistas

Além das regras para condutores, outras específicas para motociclistas:
A moto entre veículos “nos corredores”, não é visível para o pedestre;

Motociclista: cuidado redobrado na aproximação de locais de travessia
de pedestres e nas conversões.

Para Pedestres

Regras Gerais em Cruzamentos

Aguarde sobre a calçada sua vez de atravessar;
Atravesse na faixa de pedestre;
Antes e durante a travessia, sinalize com um gesto de mão;
Antes de atravessar, olhe para os dois lados e verifique se terá tempo de
fazer a travessia. Não corra!
Atravesse em linha reta;
Aguarde no canteiro central caso não consiga realizar totalmente a
travessia;
Nas faixas de pedestres em que não há semáforo para veículos, observe
a distância e a velocidade e só inicie a travessia com segurança;
Ao atravessar, redobre a atenção com as motocicletas. Elas são mais
rápidas que os demais veículos;

Regras Gerais em Cruzamentos Semaforizados

Atravesse quando o semáforo para pedestre estiver verde;
Nas faixas de pedestres com semáforo de botoeira, aperte o botão e
aguarde o fechamento do semáforo para os veículos;
Antes de iniciar a travessia, certifique-se que o veículo parou no
semáforo vermelho;

Regras Gerais para Pontos de Parada

Em pontos de ônibus atravesse a rua depois que o ônibus partir;

Regras específicas para conversão

Ao atravessar, observe as indicações do veículo que se aproxima: a
distância, a velocidade, o movimento do veículo e a luz indicadora de
intenção (luz de seta);
Nas conversões, a prioridade é do pedestre. Sinalize ao motorista, com
gestos de mão sua intenção de atravessar a rua;
Assegure-se que o condutor do veículo deu prioridade para sua
travessia e atravesse sem demora;
Se durante a travessia o semáforo ficar verde para os veículos,
certifique-se de que há tempo suficiente para concluir a travessia;
Sinalize com gesto de mão ao condutor e prossiga a travessia até outro
lado da via.

fonte: PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE
A Secretaria Municipal de Transportes – SMT implantou, desde maio de 2011,
o “Programa de Proteção ao Pedestre” com o objetivo de criar a cultura de
respeito ao pedestre, resgatando os valores de proteção ao pedestre, de
maneira a ampliar a segurança destes e reduzir os índices de acidentalidade
por atropelamentos.

sábado, 12 de novembro de 2011

Samu cria "bikelância" em Brasília

Samu cria "bikelância" em Brasília

A cidade é a primeira do país a utilizar as bicicletas, que são equipadas com kits de primeiros socorros e conduzidas por enfermeiros.
Reportagem Record. Fonte:

http://videos.r7.com/samu-cria-bikelancia-em-brasilia/idmedia/4ebd6150b51a6523b980ec0e.html


video

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Seminario Virtual - 10 Minutos Contra a Dengue 16/11/11


Seminario Virtual - 10 Minutos Contra a Dengue 16/11/11

Data: 16/11/11
Horario: 14-16h
Palestrantes: Denise Valle IOC/Fiocruz
Alexandre Chieppe Superintendente de Vigilância Epidemiologica e Ambiental/SVS/SES-RJ

ACESSO AO PÚBLICO:
Acesse o link no horário da palestra para ter acesso a mesma:

http://webconf.telessaude.uerj.br/dengue

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

I Simpósio Científico do Instituto Passo 1 - Pólo Bauru /26 de Nov 2011




Gostaria de convidar a todos para o I Simpósio Científico do Instituto Passo 1 - Pólo Bauru que acontecerá no dia 26 de Novembro em 2 endereços: Associação Paulista de Medicina-APM (Casa do Médico) e no Colégio Coolidge no turno da tarde. No ato da inscrição pedimos a colaboração simbólica de 1 brinquedo novo ou em bom estado que será doado para o Projeto Samu Noel.Para inscrever seu trabalho no Simpósio, basta enviá-lo para o e-mail simposio@passo1bauru.com.br Vale lembrar que tanto a presença quanto a apresentação de trabalhos valerão certificados.Mais informações sobre o evento, você confere na programação abaixo ou pelos telefones
(14) 3208-3510 e (14) 3208-3520.Sua presença é muito importante ! Passo 1 - Pólo Bauru-SP
Rua Sete de Setembro, 11-17 - Centro, Bauru-SP
(14) 3208-3510 / (14) 3208-3520
Twitter: @InstPasso1Bauru

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

IAulas, acervo de materiais na internet


IAulas, um acervo de materiais na internet, lá você encontra diversos materiais, em todas as áreas de estudo, vale a pena conferir para acessar o site do iaulas clique no link abaixo:

http://www.iaulas.com.br/

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

CÓDIGO Q E CÓDIGO FONÉTICO INTERNACIONAL

O Código Q é adotado internacionalmente por Forças Armadas e trata-se de uma coleção padronizada de três letras, todas começando com a letra "Q", inicialmente desenvolvida para comunicação radiotelegráfica comercial, e posteriormente adotada por outros serviços de rádios, especialmente o radioamadorismo. Apesar de os códigos Q terem sido criados quando o rádio usava apenas o código Morse, eles continuaram a ser empregados depois da introdução das transmissões por voz. Para evitar confusão, sinais de chamadas têm sido freqüentemente limitados a restringir sinais começando com "Q" ou tendo uma seqüência de três Q embutidos.

[editar] HistóriaO código Q, original foi criado aproximadamente em 1909 pelo governo britânico, como uma "lista de abreviações... preparadas para o uso dos navios britânicos e estações costeiras licenciadas pela Agência postal geral". O código Q facilitou a comunicação entre operadores de rádios marítimos que falam línguas diferentes, por isso sua rápida adoção internacionalmente. Um total de quarenta e cinco códigos Q aparecem na "lista de abreviações para serem usadas na radiocomunicação", que foi incluída no serviço de regulamentação anexo à Terceira convenção internacional de radiotelegrafia. A convenção aconteceu em Londres e foi assinada em 5 de julho de 1912, tornando-se efetiva em 1 de julho de 1913.

Os códigos Q compreendidos entre QAA-QNZ são reservados para uso aeronáutico; QOA-QOZ para uso marítimo; QRA-QUZ para todos os serviços.

fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%B3digo_Internacional_Q


quarta-feira, 2 de novembro de 2011

ABC abre concurso para 94 vagas de técnico de enfermagem e 43 de enfermeiro


Processo Seletivo Unificado 2011
Hospital Municipal Universitário-HMU, Hospital de Ensino Anchieta-HE,
Pronto Socorro Central-PSC, Hospital de Clínicas-HC e Central de Convênios-CC

A Fundação do ABC, de São Bernardo do Campo, abriu processo seletivo conjunto para vagas na área de saúde em cinco unidades hospitalares do município: Hospital Municipal Universitário, Hospital de Ensino Anchieta, Pronto Socorro Central, Hospital de Clínicas e Central de Convênios.
São 94 vagas imediatas para técnico de enfermagem e 43 para enfermeiro. O edital prevê 857 vagas em cadastro de reserva para técnico de enfermagem e 216 para enfermeiro.
Para técnico de enfermagem, o salário inicial é de R$1854,96 para jornada de 36h e de R$2061 para jornada de 40h semanais. Para enfermeiro, o salário inicial é de R$3229,61 para jornada de 36h e R$3588 para jornada de 40h semanais.
As inscrições vão até 29 de novembro no site do Instituto Quadrix http://www.quadrix.org.br/concursohmu.aspx O valor da inscrição é de R$40 para Técnicos de Enfermagem e de R$60 para Enfermeiros.

HMU/HE/PCS/HC/CC
A seleção destina-se ao provimento das vagas existentes no quadro de funcionários das Instituições HMU/HE/PSC/HC e na CENTRAL DE CONVÊNIOS.

3.139 vagas para os níveis: Fundamental, Médio, Superior e Área Médica.

Inscrições das 10h de 31/10/11 às 12h de 29/11/11
Prova dia 11 de Dezembro de 2011
Matutino: Fundamental e Superior
Verpertino: Médio

NÍVEL FUNDAMENTAL - 107 VAGAS - Salários até R$ 1.146,72
Agente de Controle de Vetores
Ascensorista
Copeira
Vigilante
NÍVEL MÉDIO E TÉCNICO - 1.607 VAGAS - Salários até R$ 2.563,36
Auxiliar de Biblioteca
Auxiliar de Farmácia 36h e 40h
Auxiliar de RH
Auxiliar de Saúde Bucal
Condutor de Veículos de Urgência
Instrumentador Cirúrgico
Oficial Administrativo 36h e 40h
Recepcionista 36h e 40h
Técnico de Enfermagem 36h e 40h
Técnico de Imobilização Ortopédica 36h e 40h
Técnico de Programação
Técnico de Saúde Bucal 36h e 40h
Técnico de Segurança do Trabalho
Telefonista
NÍVEL SUPERIOR - 538 VAGAS - Salários até R$ 4.616,00
Assistente Social
Cirurgião Dentista
Enfermeiro 36h e 40h
Farmacêutico
Fisioterapeuta
Fonoaudiólogo
Médico Veterinário
Nutricionista
Pedagogo
Psicólogo
Terapeuta Ocupacional
NÍVEL SUPERIOR - ÁREA MÉDICA - 887 VAGAS - Salários até R$ 12.709,91
Médico Acupunturista
Médico Alergologista
Médico Anestesiologista
Médico Cardiologista
Médico Cirurgião Geral
Médico Clínico Geral 12h e 20h
Médico Dermatologista
Médico Endocrinologista
Médico Endocrinologista Infantil
Medico Gastroenterologista
Médico Gastroenterologista Infantil
Médico Generalista
Médico Ginecologista e Obstetra
Médico Ginecologista e Obstetra Cirurgia Videolaparoscópica
Médico Hematologista
Médico Hematologista Infantil
Médico Homeopata
Médico Infectologista
Médico Infectologista Infantil
Médico Intensivista Adulto
Médico Intensivista Pediátrico
Médico Nefrologista
Médico Nefrologista Infantil
Médico Neurocirugião
Médico Neurologista
Médico Neurologista Infantil
Médico Oftalmologista
Médico Ortopedista
Médico Otorrinolaringologista
Médico Pediatra 12h e 20h
Médico Pediatra Neonatologista
Médico Pneumologista
Médico Pneumologista Infantil
Médico Psiquiatra 12h, 24h e 40h
Médico Radiologista
Médico Sanitarista
Médico Socorrista