Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Saiba mais sobre a Asma


Asma

Introdução

A asma é caracterizada pela inflamação crônica das vias aéreas inferiores, que tem seu início na infância, geralmente de origem desconhecida, porém, em estudos, é demonstrado grande porcentagem genética, sendo comum em pessoas de família com número considerável de asmáticos.

Crise Asmática

A crise asmática é estimulada por diversos fatores que variam de uma pessoa para outra, além da inflamação crônica das vias aéreas, também ocorre o estímulo a formação de microvasos, levando a formação de edema, além do estímulo a produção de secreção, de aspecto espessa, que leva a obstrução por tampão mucoso.
O processo de inflamação crônica da asma leva a várias alterações da estrutura dos brônquios, onde há lesão na área de superfície que entra em contato com o ar, que facilita a exposição aos microorganismos, como vírus e bactérias. Ao passar do tempo a inflamação crônica leva a fibrose das vias aéreas, tendo alteração das mesmas, que proporciona prejuízos para o funcionamento pulmonar a longo prazo. Outra alteração que temos que nos atentar é a hiperresponsividade nervosa aos fatores estimulantes.

Principais Características da Crise Asmática

• Sibilos (chiado no peito);
• Tosse seca ou produtiva, com dificuldade de expectoração;
• Estridor;
• Dispnéia (falta de ar);
• Taquipneia (respiração acelerada);
• Cansaço;
• Sensação de dor ou aperto na região do tórax.

Para realizar o diagnóstico da crise asmática é observado os sintomas já citados, em conjunto com a presença de um fator precipitante, que pode ser uma substancia, ou condições ambientais, que desencadeiam as reações e características da crise asmática.

Fatores Precipitantes da crise asmática:

• Poeira;
• Mofo;
• Pelos de animais;
• Pólen;
• Fármacos (exemplo dipirona, benzetacil, AAS..);
• Alguns corantes;
• Poluição (fumaça de carro ou de cigarro);
• Exercício – geralmente ocorre no término do exercício, e comumente em locais onde a temperatura é baixa;
• Estresse emocional;
• Substâncias tóxicas;
• Infecções respiratórias.

A crise asmática pode ser leve e sem nenhuma intervenção medicamentosa ela pode passar espontaneamente, porém pode piorar progressivamente, se iniciando com tosse e chiado no peito, dor no peito, desconforto respiratório intenso,sibilos (chiado no peito) altos, respiração ofegante, com movimentos nas narinas, cansaço devido ao uso da musculatura do pescoço e peito, para ajudar na respiração. Algum tempo após o inicio dos sintomas, o individuo começa apresentar cianose de lábios e extremidades (lábios, unhas arroxeadas), que é sinal da conseqüência do déficit respiratório, onde há diminuição do nível de oxigênio.

Atendimento Básico de Urgência

È de grande importância que os sintomas da crise asmática sejam conhecidos, devido a uma crise anterior, pois na grande maioria dos casos o individuo já passou por esse quadro anteriormente, e devido essa informação irá identificar a gravidade da crise, até mesmo para identificar se há necessidade de procurar auxílio médico.
Se o individuo é asmático crônico, provavelmente terá medicamentos já prescritos pelo médico, com bombinhas de aerossol e espaçadores. Porém se já foi administrado os medicamentos prescritos pelo médico em caso de crise e a pessoa não teve melhora, deve ser procurado auxílio médico, procure o pronto atendimento mais próximo, e nunca se esqueça dos números de emergência, SAMU 192, ou Corpo de Bombeiros 193.

Prevenção do Episódio de Crise Asmática

O objetivo principal da prevenção é que a pessoa que tem asma crônica tenha uma vida normal, sem sintomas, sem limitações no seu dia a dia, seguindo sempre o tratamento e livre das crises agudas.

Algumas dicas para que as pessoas que tem asma crônica podem seguir para ter uma vida normal:

• Sempre arejar os ambientes da casa, abrindo as janelas para que possa ter renovação do ar ambiente;
• Remover tapetes, carpetes e cortinas;
• Colocar capa no colchão e travesseiro;
• Anualmente tomar vacina contra o vírus influenza (gripe) anualmente;
• Evitar alimentos, substancias, medicamentos ou contato com pelo de animal que desencadeie a crise;
• Limpar a casa regularmente, de preferência com pano úmido;
• Evitar realizar exercícios em dias muito frios;
• Evitar contato com cheiros fortes e irritantes como fumaça de cigarro, perfumes, produtos de limpeza;

São algumas medidas que quando adotadas ajudam a melhorar o padrão de vida da pessoa que tem asma crônica, além de promover educação no sentido de respeitar os limites de exposição aos fatores desencadeantes da crise asmática.

DICA

Sendo identificada a crise asmática, primeiramente fique calmo, se estiver fazendo tratamento administre as medicações prescritas pelo médico em caso de crise aguda (exemplo bombinha), se os sintomas não cessarem após o uso dos medicamentos usados em caso de crise, prescritos pelo médico, acione o serviço de emergência disponível no local que estiver, lembre-se sempre SAMU disque 192 ou Corpo de Bombeiros 193.

Referência:
Livro - SITUAÇÕES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: MANUAL DE CONDUTAS PRÁTICAS, encontre esse livro e muito mais no site da editora Aguia Dourada: http://www.editoraaguiadourada.com.br/index2.php