Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Campanha nacional de vacinação infantil inclui reforço contra sarampo


Além da aplicação da vacina contra a poliomielite, a campanha nacional de vacinação infantil, que começa em 18/6 (sábado) no Estado, incluirá reforço contra o sarampo. O objetivo da Secretaria de Saúde é imunizar a população infantil contra as duas doenças antes do período de férias.
Entre 18/6 e 1º/7 devem ser vacinadas todas as crianças de 1 a 6 anos de idade. As crianças de 0 a 4 anos também receberão as duas gotas da vacina Sabin, contra paralisia infantil.
“É importante que os responsáveis levem as crianças para se protegerem. “, afirma Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria de Saúde. “A vacina tríplice viral é a medida de prevenção mais eficaz contra o sarampo, protegendo também contra a rubéola e a caxumba. A imunização contra a paralisia infantil também é fundamental para que o vírus causador da doença não volte a circular no estado”.
São Paulo não registra nenhum caso de poliomielite desde 1988. No entanto, como o vírus ainda circula em países da África e da Ásia, é fundamental que todas as crianças menores de 5 anos sejam imunizadas anualmente.
Quem perder a data da campanha poderá receber uma das duas doses nos postos de saúde em outros dias. "A vacina contra a poliomielite é oferecida normalmente nos postos. Se não puder levar nesse dia, na semana seguinte a família deve levar a criança para ser vacinada", afirma Carla Domingues, coordenadora nacional de programas de imunização.
No Estado, serão mobilizados cerca de 14 mil postos de saúde, abertos das 8h às 17h, e 51 mil profissionais, em parceria com as prefeituras. A meta da Secretaria é imunizar 3,17 milhões de crianças, das quais 2,67 milhões contra sarampo e paralisia infantil, e outras 500 mil apenas contra o sarampo.
Além das duas vacinas, haverá atualização de doses em atraso na caderneta e também a segunda dose da vacina contra a gripe influenza, voltado a crianças entre 6 meses e 2 anos.
Sarampo
Foram identificados em 2011 nove casos de sarampo em território brasileiro, todos relacionados à importação do vírus D4, circulante na Europa. Os principais sintomas do sarampo são febre e exantema (manchas avermelhadas no corpo), acompanhados ou não de tosse, coriza e conjuntivite.
Nesses casos a recomendação é que a pessoa procure imediatamente um posto de saúde e evite contato desnecessário com outras pessoas até que receba avaliação médica.

fonte: Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, Ministério da Saúde e G1, COREN SP