"Orem também para que Deus nos livre das pessoas más e perversas, pois nem todos creem na mensagem. Mas o Senhor Jesus é fiel. Ele lhe dará forças e os livrará do maligno." 2 Tessalonicenses 3 2-3

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Entenda as funções de cada profissional da área de enfermagem - Enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem



Enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem fazem trabalhos diferentes
De acordo com a Lei nº 7.498, de 1986, que rege a área de enfermagem, suas três categorias de profissionais - enfermeiro, técnico de enfermagem e auxiliar de enfermagem - são complementares, mas têm funções diferentes.
Confundi-las é fácil, mas ao saber das diferenças, você pode se sentir mais seguro durante um atendimento. O enfermeiro, por exemplo, tem formação universitária e condições de acompanhar cirurgias e fazer procedimentos mais complexos. Já o técnico e o auxiliar têm capacidade de dar remédios, aplicar injeções, mas sempre com a supervisão de um enfermeiro do setor.

Profissionais de enfermagem
Para exercer a profissão:
Tem que ter feito curso superior por pelo menos 4 anos ou 4.000 horas
Ter diploma de instituição brasileira ou estrangeira, expedido de acordo com a legislação e registrado pelo órgão competente

Funções do Enfermeiro

Ele tem poder para dirigir e chefiar o órgão de enfermagem de uma instituição de saúde, pública ou privada
Deve organizar e dirigir os serviços de enfermagem e supervisionar as atividades de técnicos e auxiliares
É capaz de planejar, organizar, coordenar, executar e avaliar os serviços de enfermagem prestados
É responsável pelos cuidados diretos de enfermagem (nada cirúrgico) a pacientes graves, com risco de vida, e em Unidade de Terapia Intensiva
É capaz de dar cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica, que exijam conhecimentos de base científica e demandem decisões imediatas
É capaz de prescrever medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela instituição de saúde
Deve atuar na prevenção e no controle de infecção hospitalar e de doenças transmissíveis em geral
Deve atuar na prevenção e no controle de danos que possam ser causados durante o atendimento
É capaz de prestar assistência de enfermagem à gestante, durante e depois do parto; e mesmo fazer o parto sem distocia (que envolva necessidade de intervenção cirúrgica)

Formação de técnico de enfermagem

Para exercer a profissão:
Tem que ter feito curso técnico de pelo menos dois anos ou 1.200 horas
Ter diploma ou certificado de técnico de enfermagem, expedido de acordo com a legislação e registrado pelo órgão competente

Funções do técnico de enfermagem

É capaz de dar cuidados de nível médio, ou seja, em pacientes semicríticos, que podem estar em estágio quase grave
Pode dar remédios de via oral ou não oral, fazer cateterismo por via gastroesofágica ou nasal, mas sempre com supervisão de um enfermeiro

Formação de auxiliar de enfermagem

Para exercer a profissão:

Tem que ter certificado de auxiliar de enfermagem conferido por instituição de ensino nos termos da lei e registrado no órgão competente
Ter feito curso fundamental de pelo menos um ano ou 900 horas

Funções do auxiliar de enfermagem

É capaz de dar cuidados básicos, sem presença de risco e complexidade, sempre com a supervisão de um enfermeiro
Pode fazer curativos simples, administrar remédios simples e dar injeções na veia e no músculo em pacientes sem gravidade
É capaz de observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas e prestar cuidados de higiene e conforto ao paciente

Fontes: Claudio Alves Porto, presidente do Conselho Regional de São Paulo; Ligia Canteras, enfermeira da Unifesp; e Lei nº 7.498/86 do exercício da enfermagem
http://noticias.r7.com/saude/noticias/entenda-as-funcoes-de-cadaprofissional-da-area-de-enfermagem-20120204.html

10 comentários:

  1. Apagaram os comentários sem respondê-lo..assim fica mais fácil ,né?
    Explicar a situação do enfermeiro realizando o trabalho do fisioterapeuta deve ser realmente complicado responder, é mais fácil saber responder qual é a função do técnico.

    ResponderExcluir
  2. Diga seu nome e e-mail e responderei com certeza.

    Enf. Thais

    ResponderExcluir
  3. Meu nome é Paula e você pode responder neste espaço, pois creio eu que se ele existe é justamente para comentários e respostas de todos. Fico aguardando..

    ResponderExcluir
  4. Oi Paula, agradeço a visita ao meu blog, como já leu na postagem já sabe um pouco das atruibuições dos profissionais de enfermagem, cada um na sua área, se eu coloco divulgação de cursos no meu blog, é para que qualquer um que queria, e tenha interesse de fazer esse curso que faça, não precisa informar registro de conselho para realizar o curso, eu trabalho para o portal educação, divulgo cursos para eles, se você acha que é ruim o curso, me passa o seu nome completo e e-mail para assim estar encaminhando para o portal educação e o autor do curso, e especificar o curso por favor, um conselho... antes de julgar, ou fazer criticas destrutuvas, procure saber, conheçer as coisas, se não for para edificar, fazer uma critica que seja construtiva, vale mais a pena refletir, o silêncio é um grande aliado.

    Enf. Thais

    Blog Enfermeiros em Urgência e Emergência

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Thaís,
    As críticas não são relacionadas ao curso de enfermagem, pois a minha formação é em Fisioterapia, nada tem a ver com a formação em enfermagem e por este motivo não realizo funções de enfermeiro ou técnico. infelizmente este fato não vem ocorrendo com relação aos enfermeiros/técnicos que estão realizando atividades privativas dos fisioterapeutas,principalmente na área de reabilitação. Como você acima citou as funções do enfermeiro e do técnico, é muito bacana o que está especificado, mas esta não é na prática as funções que estão sendo adotadas diariamente por vocês.
    Quanto ao curso de Drenagem linfática, tenho certeza que um curso on line não é indicado para quem quer aprender drenagem linfática e é por esses diversos cursos oferecedos dessa forma que ocorre uma sucessão de erros no moemnto do atendimento ao paciente. Curso de drenagem linfática deve ser somente presencial e realizado pelos profissionais adequados.

    Att,
    Paula

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Thaís,

    As críticas não são relacionadas ao curso de enfermagem, pois a minha formação é em Fisioterapia, nada tem a ver com a formação em enfermagem e por este motivo não realizo funções de enfermeiro ou técnico. Infelizmente este fato não vem ocorrendo com relação aos enfermeiros/técnicos que estão realizando atividades privativas dos fisioterapeutas, principalmente na área de reabilitação. Como você acima citou as funções do enfermeiro e do técnico, é muito bacana o que está especificado, mas esta não é na prática as funções que estão sendo adotadas diariamente por vocês.
    Quanto ao curso de Drenagem linfática, tenho certeza que um curso on line não é indicado para quem quer aprender drenagem linfática e é por conta de cursos oferecedos dessa forma que ocorre uma sucessão de erros no momento do atendimento ao paciente. Curso de drenagem linfática deve ser somente presencial e realizado pelos profissionais adequados.

    Att,
    Paula

    ResponderExcluir
  7. Gostaria de saber quais são as atribuições do técnico em enfermagem no PS infantil; grata

    ResponderExcluir
  8. Olá Thais, achei seu blog bem interessante, parabéns. Continue postando artigos relevantes a nossa profissão, pois percebo que existem muitas dúvidas relacionadas as diferentes funções, mesmo porque o nosso orgão regulador deixa claro sobre a atuação de cada um mas na realidade da prática vivenciada essa diferença causa ainda muita divergência entre os vários profissionais da saúde. O orgão competente deixa claro mas os profissionais que atuam num cargo de liderança deixam vácuos no sentido de realizar ou cobrar determinadas práticas e assim são os subordinados, que por sua vez questionam sobre o que devem ou não realizar, visto que algumas competêencias cabem ao enfermeiro e não a eles mas, acabam realizando procedimentos não pertinentes à sua função. Será que fui clara? Talvéz esse seja um desabafo, não quero criar intrigas entre comentários, essa é a minha visão sobre a realidade entre as profissões.

    ResponderExcluir
  9. olá thais,achei seu blog muito bacana!!
    gostaria de saber como é feito os atendimentos de urgência e emergência?
    bom estou fazendo um trabalho do meu curso e gostaria de uma ajudinha sua :)
    obrigada.

    ResponderExcluir
  10. olá thais,achei seu blog muito bacana!!
    gostaria de saber como é feito os atendimentos de urgência e emergência?
    bom estou fazendo um trabalho do meu curso e gostaria de uma ajudinha sua :)
    obrigada.

    ResponderExcluir