Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O que é Labirintite?


O que é Labirintite?

A labirintite, também conhecida como neurite vestibular, neurolabirintite ou vestibulopatia periférica aguda, é uma inflamação do ouvido interno, sendo uma doença benigna e auto-limitada que causa intensas vertigens.
O termo labirintite tem sido usada erroneamente para designar qualquer doença do labirinto. Na verdade, labirintite é a inflamação do labirinto e/ou da porção vestibular do nervo auditivo, responsável pela inervação do labirinto. Esta inflamação é na maioria das vezes causada por uma infecção viral. Em pelo menos 50% dos casos de labirintite, o paciente refere ter tido uma virose respiratória recente, como gripe, sinusite ou faringite

Como surge a Labirintite?

Para entender o que é a labirintite é preciso primeiro saber o que é o labirinto e como funciona o ouvido interno, como mostra a figura acima.

O que é Labirinto?

O labirinto é um órgão que faz parte do aparelho vestibular, responsável pela manutenção do equilíbrio. O labirinto é um conjunto de arcos semicirculares que possuem líquidos em seu interior. A movimentação destes líquidos é interpretado pelo cérebro ajudando a identificar movimentos e a nos manter em equilíbrio.
As informações passadas pelo labirinto através da movimentação destes líquidos ajudam o cérebro a interpretar movimentos angulares, acelerações lineares e forças gravitacionais. Quem "sente" e leva esses movimentos dos líquidos para serem interpretados pelo cérebro é o nervo vestibulococlear, também chamado de nervo auditivo. O nervo auditivo possui dois ramos, cada um responsável por uma das funções básicas do ouvido: o ramo coclear informa o cérebro sobre sons captados pelo ouvido enquanto que o ramo vestibular informa sobre movimentos do nosso corpo captados pelo aparelho vestibular.

Curiosidades:

você sabe por que ficamos tontos depois de rodarmos várias vezes? Porque quando paramos de rodar, apesar de já estarmos parados, os líquidos dentro do nosso ouvido interno ainda ficam em movimento rotacional por alguns segundos, fazendo com que o cérebro interprete que ainda estamos rodando. Se fecharmos os olhos, a tontura aumenta ainda mais, pois de olhos abertos a visão avisa o cérebro que estamos parados, atenuando assim a mensagem errada que o nervo auditivo está enviando.

Quais são os Sintomas da Labirintite?

A labirintite se caracteriza por um quadro súbito de intensa vertigem*, comumente associado a náuseas, vômitos e desequilíbrio ao andar. O quadro de vertigens costuma ser tão forte que o paciente procura ficar acamado.
Chamamos de vertigem a tontura que tem característica rotatória, ou seja, aquela em que temos a impressão de que nós ou o ambiente ao redor está girando.
Um sinal importante de vertigem é a presença do nistagmo: involuntários, rápidos e curtos movimento dos olhos, geralmente em direção lateral. Ela ocorre na labirintite e em todas as outras doenças que cursam com vertigens.

Quanto tempo dura a Labirintite?

A labirintite é uma doença auto-limitada que melhora espontaneamente, mas em alguns casos os sintomas podem durar algumas semanas. Via de regra, os 2 ou 3 primeiros dias são os piores, com o quadro apresentando melhora progressiva ao longo dos próximos dias. Uma tontura residual, principalmente após movimentos bruscos da cabeça, pode persistir por vários meses.

Tratamento

Como sempre recomendo em meu blog, mais uma vez reforçando nunca digo NUNCA se auto medique, sempre que precisar vá ao seu médico de confiança, somente ele poderá avaliar os sinais e sintomas, e após avaliação do seu estado de saúde, o profissional médico irá receitar o medicamento e tratamento mais adequado a você, lembre-se o que é bom para o vizinho nem sempre pode ser bom para mim.

Autor: Dr. Pedro Pinheiro
fonte: http://www.mdsaude.com/2010/12/labirintite-sintomas.html/