"Orem também para que Deus nos livre das pessoas más e perversas, pois nem todos creem na mensagem. Mas o Senhor Jesus é fiel. Ele lhe dará forças e os livrará do maligno." 2 Tessalonicenses 3 2-3

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

CONHEÇA OS DIVERSOS TIPOS DE FERIMENTOS




FERIMENTOS FECHADOS

Contusão

São lesões produzidas por objetos contundentes que danificam o tecido subcutâneo subjacente sem ocorrer o rompimento da pele, e a mesma se mantém integra. Os ferimentos fechados podem ser divididos em 3 grupos:
EDEMA, HEMATOMA E EQUIMOSE.

EDEMA

É a elevação e palidez da pele na área que ocorreu o impacto, que surge de 1 a 3 minutos após acontecer o trauma.

HEMATOMA

É o extravasamento de sangue entre os tecidos (tecido subcutâneo, fáscia, músculo e órgãos), com formação de aumento de volume pela ruptura de vasos.

EQUIMOSE

É o extravasamento de sangue no tecido subcutâneo, em consequência à ruptura de capilares, sem ocorrer o aumento de volume. As equimoses, exceto as espontâneas e as post-mortem, atestam que ocorreu ação contundente, esse extravasamento forma uma mancha de coloração preto azulada (característica), que com a progressiva reabsorção vai se modificando.

FERIMENTOS ABERTOS

É qualquer ferimento onde há rompimentos da integridade da pele.
O ferimento é resultado de um trauma de alta ou baixa energia, e variam conforme a superfície de contato com o agente.

TIPOS DE FERIMENTOS ABERTOS

Ferimento Incisivo/Cortante

É o ferimento produzido pela ação de deslizamento de agentes cortantes, afiados, capazes de penetrar na pele, onde produzem uma ferida linear com bordas regulares e pouco traumatizadas.

Ferimento Corto-Contuso

È o ferimento causado por objeto com superfície romba, capaz de romper a integridade da pele, produz feridas com bordas traumatizada, além de contusão nos tecidos, exemplo de instrumento característico que produz o ferimento corto-contuso é o machado, facões sem fio, guilhotina, rodas de trem entre outros.

FERIMENTO PERFURANTE

É um ferimento oriundo de trauma de um objeto fino e pontiagudo, que é capaz de perfurar a pele e tecidos subjacentes, produzindo uma lesão cutânea puntiforme ou linear de bordas regulares ou não. Os objetos característicos desse tipo são classificados conforme seu calibre, exemplos:
Calibre pequeno: agulha, espinho, alfinete, prego, entre outros.
Calibre médio: ferro de construção com ponta, flexa roliça, picador de gelo, entre outros.

FERIMENTO PERFUROCORTANTE

É o ferimento onde o agente de superfície de contato laminar e pontiagudo, onde a ponta fura e o gume corta.

FERIMENTO PERFUROCONTUSO

É o ferimento onde o agente agressor perfura a pele e é de superfície romba.

FERIMENTO POR ARMA DE FOGO

É um tipo de ferimento perfurocontusa, podendo ser ou não penetrantes e/ou transfixiantes, geralmente é grave.

FERIMENTO TIPO ESCORIAÇÃO

É o ferimento produzido pelo atrito de uma superfície áspera e dura contra a pele.

FERIMENTO TIPO AVUSÃO OU AMPUTAÇÃO

É o ferimento o qual a lesão parte do corpo é cortada ou arrancada, podendo ser membros ou parte de membros, orelha, nariz, dentes, entre outros.

FERIMENTO TIPO LACERAÇÃO

É o ferimento o qual o mecanismo de ação é a pressão, ou tração exercida sobre o tecido, no qual causa lesões irregulares, geralmente são mordidas de animais.

FERIMENTO TIPO ESMAGAMENTO

É o ferimento o qual o tipo de lesão é produzido por um objeto de grande porte, ou com muita força, produzindo compressão e distorção de todos os planos anatômicos do indivíduo.