Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

quarta-feira, 26 de maio de 2010

MUSEU NACIONAL DA ENFERMAGEM ANNA NERY É INAUGURADO EM SALVADOR

O conjunto arquitetônico colonial do Pelourinho, onde se localiza um dos mais importantes Centros Históricos do Brasil, em Salvador (BA), conta agora com um novo e arrojado projeto. Trata-se do Museu Nacional da Enfermagem Anna Nery, o Munean, inaugurado no último dia 20 de maio, encerrando o calendário de atividades do I Seminário Nacional de História da Enfermagem.
A data não foi escolhida por acaso, uma vez que marca mais um ano de falecimento de Anna Nery (20 de maior de 1880), considerada a patrona da Enfermagem Brasileira e, portanto, a grande homenageada do Museu. O momento tornou-se ainda mais significativo por ocorrer em 2010, ano do centenário da morte de Florence Nightingale (1820-1910) e, por essa razão, intitulado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como Ano Internacional do Enfermeiro.
A solenidade de inauguração foi prestigiada por autoridades internacionais, nacionais e locais da enfermagem, tais como: o presidente do Conselho Diretivo Regional da Ordem dos Enfermeiros de Portugal, Germano Couto; a primeira dama do estado da Bahia, enfermeira Fátima Mendonça; o secretário de Saúde da Bahia, Dr. Jorge Sola; a deputada federal, Alice Portugal (PC do B/BA); e a vereadora de Salvador, Adailce de Souza. Além destes, a vice-presidente do Cofen, Dra. Julita Correia Feitosa; a presidente do Coren-BA, Gícele Dórea; a presidente da ABEn nacional, Dra. Maria Goretti Davi Lopes; a presidente da Associação dos Amigos do Museu da Enfermagem Anna Nery (AMAN), Ednelza Feitosa Soares; e o diretor do Munean, o museólogo Antônio Marcos Passos.
“Hoje me orgulho de estar à frente do Sistema Cofen/Corens, com a oportunidade de inaugurar o Museu Anna Nery, que é um verdadeiro legado da enfermagem brasileira”, declarou o presidente do Conselho Federal de Enfermagem, Dr. Manoel Carlos Neri da Silva, ao afirmar que o Munean já é um patrimônio histórico e cultural, assim com um espaço dedicado à pesquisa na área de enfermagem.
Para a vereadora Adailce, o Museu, além de um grande benefício para a categoria, muito acrescentará à cidade e ao Pelourinho, considerado Patrimônio Histórico da Unesco. “O Munean, além de valorizar a enfermagem, vai fortalecer a cultura da nossa terra”, afirmou a parlamentar.
De acordo com a deputada Alice Portugal, muito ainda precisa ser feito, mas é notória a evolução da enfermagem a partir da nova gestão do Cofen, que tem se voltado para ações no sentido de fortalecer os profissionais da área, sendo o Munean um grande exemplo disso. “Ao possibilitar a inauguração deste museu, o Cofen, hoje, honra toda a categoria”, enfatizou.
O empreendimento também foi avaliado como um marco da história da enfermagem e uma nobre iniciativa do Cofen pela presidente da ABEn, Dra. Maria Goretti. Segundo ela, a concretização do sonho foi possível por este ser desejado em conjunto, pelas entidades e pelos milhares de profissionais do país. “Vamos continuar seguindo juntos nessa iniciativa e em muitas outras, para dignificar a nossa categoria no Brasil e no mundo”.

fonte: http://www.portalcofen.gov.br/Site/2007/materias.asp?ArticleID=10710§ionID=38