Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

sexta-feira, 12 de março de 2010

Projeto Salva–Vidas Mirim atendeu a quase mil crianças no Litoral Sul


Dentro da Operação Golfinho, foi realizado neste sábado, 27, às 10h, na praia do Cassino, o encerramento do Projeto Salva-Vidas Mirim no Litoral Sul, que integra a programação do Verão Legal RS 2010. A última turma deste Verão contou com a participação de 26 crianças. Com isso, o projeto fechou suas atividades neste veraneio com o atendimento a 987 crianças no Litoral Sul, bem acima da edição passada quando foram contabilizados aproximadamente 700 participantes.
O encerramento das atividades contou com a presença do comandante da Companhia Ambiental de Pelotas, capitão Márcio André Facin, que passou às crianças orientações sobre preservação ambiental. Na ocasião, os participantes receberam informações de forma interativa e descontraída. Tais como o significado das bandeiras, cuidados com o banho no mar, dicas de segurança, educação ambiental, cuidados com o sol e prevenção a acidentes domésticos. Além disso, as crianças realizaram corrida pela praia e entraram no mar onde aconteceu a simulação de salvamento. Também recebem uniforme de salva-vidas mirim, contendo camiseta, bermuda e boné.
A mãe de Alessandro e Alessandra da Silva Martins, de 12 e 11 anos, Ivonete da Silva, disse que os filhos adoram o projeto. "Desde a primeira turma do Verão eu tenho trazido eles para participarem da atividade. Sempre que ficavam sabendo de uma nova turma pediam que eu os trouxessem. Na praia os meus filhos sabem tudo, desde as bandeiras até os procedimentos de segurança. Eles adotaram todas as orientações recebidas pelos salva-vidas e ainda cobram dos adultos que as cumpram", ressaltou Ivonete.
O capitão da Brigada Militar, Ney Humberto Medeiros, avaliou como extremamente positivo o desenvolvimento do projeto neste veraneio. Salientou a ampliação no número de atendimento às crianças e alertou para a importância do projeto. "Estamos trabalhando para colaborarmos com o futuro da sociedade, educando nossas crianças para que sejam adultos melhores. Além disso, queremos colaborar para que tenhamos uma redução no número de ocorrências registradas por nossos salva-vidas e, principalmente, evitar os afogamentos", finalizou o capitão.

fonte:http://www.revistaemergencia.com.br/site/content/noticias/noticia_detalhe.php?pagina=2&id=Jyy5A5