Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Motorista de ambulância do SAMU é ferido a bala em Vitória da Conquista


O sargento Albiney Lima Santos, 35 anos, lotado no 7º Grupamento de Bombeiros Militares, foi ferido a bala no ombro esquerdo quando guiava uma viatura do SAMU 192, no Bairro Pedrinhas, periferia de Vitória da Conquista (509 km de Salvador), na noite desta terça-feira, 9.
De acordo com o tenente Guimarães, do 7º GBM, o autor da tentativa de homicídio foi identificado por testemunhas como um adolescente de 14 anos conhecido como “Bibiu”. “Bibiu já havia ligado aqui para a gente ameaçando disparar contra qualquer viatura, ambulância ou carro de bombeiro que fosse até a região dominada por ele e acabou cumprindo”, contou o oficial.
A vítima foi submetida a uma cirurgia para retirada do projétil mas, de acordo com informações do hospital, passa bem e não corre risco de morte. Em protesto, um grupo de funcionários do SAMU 192 suspendeu os serviços na manhã desta quarta-feira, 10, e se deslocou até o centro da cidade para chamar a atenção da comunidade e pedir providências.
Ataque - A equipe de socorro do SAMU 192 foi acionada na noite desta terça-feira, 9, para atender a uma senhora que apresentou crise nervosa na parte alta do bairro. Quando o veículo chegou às proximidades da casa, os socorristas foram surpreendidos por um disparo em direção à ambulância.
Mesmo ferido por um tiro de pistola Ponto 40 – de uso restrito das forças armadas e membros do Ministério Público e Judiciário - Santos conseguiu dirigir por mais de cinco quilômetros até o Pronto-Socorro do Hospital Samu, onde recebeu os primeiros-socorros. O impacto da bala foi amortecido pela porta da ambulância mas, ainda assim, o projétil rasgou a lataria e danificou uma barra interna do veículo.
Ligações anônimas - A TARDE apurou que outras ligações anônimas foram feitas para o 9º Batalhão de Polícia Militar e para o próprio SAMU 192 porém, somente o Serviço de Atendimento de Urgência confirmou essa informação.
“Ligações assim são frequentes para o 192. Sempre acontecem. Estamos inseguros e esperando uma resposta para podermos trabalhar com segurança”, contou o operador de frota do SAMU 192, Evandro Schettini. “Como podemos dar socorro se nós somos as vítimas?”, questionou.
A frota do SAMU 192 é formada por nove ambulâncias e conta com suporte de 150 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, condutores, socorristas, operadores de frota e tele-atendentes.

fonte: http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=1374753