Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

sábado, 27 de fevereiro de 2010

EXPERIÊNCIA DE SUCESSO PROGRAMA AMIGOS DO SAMU


Programa Amigos do SAMU nas escolas diminui trotes e conscientiza a comunidade sobre a importância do Serviço
Em novembro de 2002, o Ministério da Saúde, por meio da Portaria GM nº 2.048, estabeleceu e regulamentou os princípios e as diretrizes do sistema de atendimento às Urgências e Emergências no País, determinando as normas e os critérios de funcionamento no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Dentre essa rede de sistemas está o SAMU 192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), responsável por realizar o APH (Atendimento Pré-Hospitalar Móvel).
O APH é o atendimento que procura chegar precocemente à vítima, após ter ocorrido um agravo à sua saúde (de natureza clínica, cirúrgica, traumática, inclusive, psiquiátrica), que gera sofrimento, sequelas ou até mesmo a morte, sendo necessário prestar a ela atendimento e/ou transporte adequado a um serviço de saúde hierarquizado e integrado ao Sistema Único de Saúde.
A cidade de São Paulo, com uma população de cerca de 10,5 milhões de habitantes, conta com um SAMU, que possui, aproximadamente, 120 ambulâncias e uma central de comunicações que recebe as solicitações pelo dígito 192. As ligações/chamados são recebidos por essa central que realiza a triagem dos telefonemas, definindo o recurso necessário/apropriado.

FONTE: http://www.revistaemergencia.com.br/site/content/edicoes/edicao_detalhe.php?id=Ja