Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

sábado, 19 de dezembro de 2009

Agulhas retiradas de menino estavam oxidadas


As quatro agulhas retiradas do corpo do menino de 2 anos - duas próximas ao pulmão esquerdo e duas próximas ao coração - estavam oxidadas, segundo informou a coordenadora do serviço de cardiologia pediátrica do Hospital Ana Nery, Salvador (BA), Isabel Guimarães, neste sábado.
O estado das agulhas pode ter sido o responsável pela infecção que ele apresentava. A médica informou que não há como saber se o material já estava enferrujado quando foi introduzido no corpo do garoto ou se oxidou dentro do organismo.
Segundo a médica, foram confirmadas que havia 31 agulhas no corpo do garoto, e não 42, como havia sido informado anteriormente. Agora, após a retirada, sobraram 27.
A criança se recupera bem e deve voltar a se alimentar ainda hoje. O menino ficará em observação por 72 horas e, de acordo com a evolução do quadro, será marcada uma nova cirurgia, para retirar pelo menos uma agulha que está na bexiga. A médica afirmou também que a criança ainda usa dreno no pulmão, mas que tanto este órgão quanto o pulmão funcionam bem, sem sinais de sequelas.
A suspeita é de que o padrasto tenha sido o responsável por inserir as agulhas na criança. Ele foi preso preventivamente e, segundo a polícia, afirmou ter colocado os objetos em um ritual religioso. Outra duas mulheres foram presas pela suposta participação na ação.