"Orem também para que Deus nos livre das pessoas más e perversas, pois nem todos creem na mensagem. Mas o Senhor Jesus é fiel. Ele lhe dará forças e os livrará do maligno." 2 Tessalonicenses 3 2-3

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Choque Neurogênico


É o choque que decorre da redução do tônus vasomotor normal por distœrbio da funçªo nervosa. Este choque pode ser causado, porexemplo, por transecçªo da medula espinhal ou pelo uso de medicamentos,como bloqueadores ganglionares ou depressores do sistema nervoso central.
O reconhecimento da iminŒncia de choque de importância vital para o salvamento da vítima, ainda que pouco possamos fazer para reverter a síndrome. Muitas vezes Ø difícil este reconhecimento, mas podemos notar algumas situaçıes predisponentes ao choque e adotar condutas para evitá-lo ou retarda-lo. De uma maneira geral, a prevenção consideravelmente mais eficaz do que o tratamento do estado de choque.
O choque pode ser provocado por várias causas, especialmente de origem traumáticas.

Causas Principais do Estado de Choque
• Hemorragias intensas (internas ou externas)
• Infarto
• Taquicardias
• Bradicardias
• Queimaduras graves
• Processos inflamatórios do coração
• Traumatismos do crânio e traumatismos graves de tórax e abdômen
• Envenenamentos
• Afogamento
• Choque elétrico
• Picadas de animais peçonhentos
• Exposição a extremos de calor e frio
• Septicemia

Sintomas
A vítima de estado de choque ou na iminência de entrar em choque
apresenta geralmente os seguintes sintomas:
• Pele pálida, pegajosa e fria. Cianose (arroxeamento) de
extremidades, orelhas, lábios e pontas dos dedos.
• Suor intenso na testa e palmas das mªos.
• Fraqueza geral.
• Pulso rápido e fraco.
• Sensação de frio, pele fria e calafrios.
• Respiração rápida, curta, irregular ou muito difícil.
• Expressão de ansiedade ou olhar indiferente e profundo com pupilas
dilatadas, agitação.
• Medo (ansiedade).
• Sede intensa.
• Visão nublada.
• Náuseas e vômitos.
• Respostas insatisfatórias a estímulos externos.
• Perda total ou parcial de consciência.
• Taquicardia


Existem algumas providŒncias que devem ser memorizadas com o intuito permanente de prevenir o agravamento e retardar a instalação do estado de choque.

DEITAR A VíTIMA: A vítima deve ser deitada de costas. Afrouxar as roupas da vítima no pescoço, peito e cintura e, em seguida, verificar se há presença de prótese dentária, objetos ou alimento na boca e os retirar.
Os membros inferiores devem ficar elevados em relação ao corpo.
Isto pode ser feito colocando-os sobre uma almofada, cobertor dobrado ou qualquer outro objeto. Este procedimento deve ser feito apenas se não houver fraturas desses membros; ele serve para melhorar o retorno sanguíneo e levar o mÆximo de oxigŒnio ao cérebro. Não erguer os membros inferiores da vítima a mais de 30 cm do solo. No caso de ferimentos no tórax que dificultem a respiraçªo ou de ferimento na cabeça, os membros inferiores não devem ser elevados.

No caso de a vítima estar inconsciente, ou se estiver consciente, mas sangrando pela boca ou nariz, deitá-la na posição lateral de segurança, para evitar asfixia.

RESPIRA˙ˆO: Verificar quase que simultaneamente se a vítima respira. Deve-se estar preparado para iniciar a respiração boca a boca, caso a vítima pare de respirar.
PULSO: Enquanto as providŒncias já indicadas são executadas, observar o pulso da vítima.No choque o pulso da vítima apresenta-se rápido e fraco (taquisfigmia).
CONFORTO: Dependendo do estado geral e da existência ou não de fratura, a vítima deverá ser deitada da melhor maneira possível. Isso significa observar se ela nªo está sentindo frio e perdendo calor. Se for preciso, a vítima deve ser agasalhada com cobertor ou algo semelhante, como uma lona ou casacos.
TRANQUILIZAR A VíTIMA: Se o socorro médico estiver demorando, tranqüilizar a vítima, mantendo-a calma sem demonstrar apreensão quanto ao seu estado. Permanecer em vigilância junto à vítima para dar-lhe segurança e para monitorar alteraçıes em seu estado físico e de consciência.

5 comentários:

  1. PARABENS ENF.THAIS O SEU TRABALHO E DE UMA GRANDE NECESSIDADE DE ESCLARECIMENTO AO PUBLICO P/ MIM ME AJUDOU MUITO P/ ESCLARECIMENTO EM TRABALHO APRESENTADO NA SALA DE AULA MUITO + MUITO OBRIGADO MSM.

    ResponderExcluir
  2. foi o post mais esclarecedor que eu vi até agora. Parabés enf. thais

    ResponderExcluir
  3. Só uma coisa: no choque neurogênico a pele não fica fria não, fica quente. Pense: no choque neurogênico há lesão medular do Sistema Simpático. Dessa forma, vai haver vasodilatação periférica-daí a pele quente- bradicardia e consequente o choque.
    Bjos me liga,
    Dr.SERGIO

    ResponderExcluir
  4. qual o tratamento adequado?

    ResponderExcluir
  5. Boa dr.Sérgio...os choques são divididos em quente e frio.
    e qual medicação utilizada???

    ResponderExcluir