Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Avaliação neurológica



Deve determinar-se o nível da lesão. Se o doente está consciente, fazer perguntas relevantes sobre a sensação, e pedir-lhe que faça pequenos movimentos para avaliar a função motora, nos membros superiores e inferiores.
Em seguida resumem-se os sinais chave para a determinação do nível da lesão:


Resposta motora

• Diafragma intacto C3, C4, C5
• Elevação dos ombros C4
• Bíceps ( flexão do cotovelo ) C5
• Extensão do punho C6
• Extenção do cotovelo C7
• Flexão do punho C7
• Abdução dos dedos C8
• Respiração profunda T1-T12
• Flexão da anca L2
• Extensão do joelho L3-L4
• Flexão dorsal do pé L5-S1
• Flexão plantar do pé S1-S2


Resposta senstiva

• Face anterior da coxa L2
• Face anterior do joelho L3
• Face antero-lateral do tornozelo L4
• Dorso do primeiro e segundo dedos L5
• Face lateral do pé S1
• Face posterior da perna S2
• Sensação peri-anal (períneo) S2-S5

Se não há função sensorial nem motora com uma lesão medular completa, as possibilidades de recuperação são mínimas.