"Orem também para que Deus nos livre das pessoas más e perversas, pois nem todos creem na mensagem. Mas o Senhor Jesus é fiel. Ele lhe dará forças e os livrará do maligno." 2 Tessalonicenses 3 2-3

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Obstrução das vias aéreas por corpo estranho


A obstrução das vias aéreas classifica-se em sinais de obstrução leve e
obstrução grave. A obstrução grave é uma emergência que causará a morte
em minutos, se não for tratada. Uma vítima inconsciente pode desenvolver
uma obstrução das vias aéreas por causas intrínsecas (língua), que é o motivo
mais freqüente de obstrução das vias aéreas superiores na vítima inconscien-
te, ou extrínsecas (corpos estranhos).
São sinais de obstrução grave: sinal universal de asfixia, oxigenação
inadequada e aumento da dificuldade para respirar, tosse silenciosa, cianose
ou incapacidade para falar ou respirar.
CAUSAS
Existem 3 formas comuns de obstrução das vias aéreas em adultos.
Para cada uma, há um tratamento diferente.
1. Corpo estranho: um corpo estranho (p. ex., alimento) pode instalar-
se nas vias aéreas e bloqueá-las.
2. Língua relaxada: a língua pode cair para trás, na garganta, obstruin-
do as vias aéreas levando a vítima à inconsciência.
3. Edema das vias aéreas: o edema e a obstrução das vias aéreas
superiores ou inferiores podem produzir-se por doenças como asma, infec-
ção ou alergia. A posição da cabeça ou do pescoço e a manobra de Heimlich
não eliminam tal forma de obstrução.

Descrição da técnica

1. Confirme sinais de obstrução de vias aéreas.
2. Pergunte: Você está engasgado? Se a vítima
sinalizar afirmativamente com a cabeça, a ajuda será
necessária.
3.Coloque-se em pé atrás do paciente, envolva
a cintura dele com seus braços.
4. Feche uma das mãos, coloque o lado onde
está o polegar contra o abdômen do paciente, entre o
umbigo e o processo xifóide.
5. Segure a mão que está fechada com a outra mão e pressione-a
contra o abdômen do paciente, com movimentos para trás e para cima, em
direção ao diafragma até ocorrer a desobstrução ou o paciente perder a
consciência.
6. Se o paciente perde a consciência, abra as vias aéreas com a mano-
bra de inclinação da cabeça e elevação do queixo, observe a boca e tente
visualizar o objeto. Somente nesse caso realize a varredura digital para retirar o
objeto ou utilize uma pinça.
Promova duas ventilações. Após a primeira ventilação, observe se há
expansão torácica, caso não haja reposicione a cabeça do paciente e faça
uma nova ventilação. Se a obstrução persistir, inicie RCP .