Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Ministério da Saúde capacita profissionais do SAMU 192


O Ministério da Saúde, em parceria com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, anunciou nesta terça-feira (6) que capacitará 20 mil profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/192) e do atendimento pré-hospitalar fixo de todo o país. O objetivo é melhorar a qualidade e padronizar o atendimento em ambulâncias e nas Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs).
A capacitação será a distância e presencial, com aulas teóricas em plataforma virtual e com aulas práticas nos 147 SAMUs do país. No total, serão 15 módulos divididos nas áreas de atuação das urgências e emergências, como pediatria e neonatologia, trauma, cardiologia, obstetrícia, emergências clínicas e de natureza psiquiátrica. Os primeiros módulos abordados serão Biossegurança e Segurança de Cena, Emergências em Pediatria e Neonatologia e Emergência Clínicas Cardiológicas.
O programa Capacitação dos profissionais de atendimento pré-hospitalar móvel – Rede SAMU 192 e pré-hospitalar fixo deve ser concluído em 2011. Além de otimizar o atendimento emergencial, a ideia é padronizar a forma de atuação dos profissionais do serviço em suas especificidades.
O treinamento totalizará mais de 400 horas. A primeira etapa ocorreu em setembro, quando 40 médicos receberam orientações sobre regulação médica das urgências e emergências. Cada um deles multiplicará os conhecimentos adquiridos a profissionais de três SAMUs em seus respectivos estados de origem.
O hospital Oswaldo Cruz é o responsável pelo treinamento dos profissionais e reunirá os principais especialistas nas diferentes áreas das urgências. A iniciativa faz parte do projeto Hospitais de Excelência a Serviço do SUS.
O programa lançado em 2008 pelo Ministério da Saúde integra seis unidades hospitalares de referência nacional e internacional que auxiliam na melhoria do Sistema Único de Saúde.
fonte: site G1, SP