Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Romanos 8:28

terça-feira, 1 de setembro de 2009

H1N1 não sofre mutações e é mais forte que vírus sazonal


O vírus H1N1 não deve sofrer mutação e não se tornará mais perigoso nos próximos meses, segundo um estudo feito pela Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, e divulgado nesta terça-feira.

A pesquisa feita com animais infectados por três diferentes vírus da gripe mostrou que o H1N1 não se combina com os dois tipos de vírus da gripe sazonal de 2009. Além disso, ele é mais forte e se afasta dos demais.

Essa característica do vírus é o que explica a capacidade de multiplicação do H1N1 pelo mundo. “Ele não sofre pressão evolucionária para sofrer mutações por enquanto, já que tem uma clara vantagem biológica sobre os vírus concorrentes”, concluiu o especialista Daniel Perez, diretor do programa agrícola de prevenção e controle da gripe aviária com sede na Universidade de Maryland, e principal autor da pesquisa do H1N1.

Rápida reprodução

Outra característica do vírus da gripe A, é o fato dele se reproduzir duas vezes mais rápido que os vírus sazonais. "O H1N1 tem todas as características de um vírus totalmente adaptado ao organismo humano".
Os resultados deste estudo levam a pensar que o vírus da gripe A domina o vírus da gripe sazonal e pode também ser mais contagioso", ressaltou o doutor Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional americano de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID) que financiou esta pesquisa.

De acordo com os pesquisadores, os novos dados, apesar de preliminares, mostram a necessidade de uma vacina contra a gripe sazonal e a gripe suína durante o outono e o inverno do Hemisfério Norte, para diminuir o número de infectados.